Início Gerais Candidato acusado de pistolagem é eleito vereador em Catolé do Rocha

Candidato acusado de pistolagem é eleito vereador em Catolé do Rocha

Bira Rocha votou no Colégio Estadual Obdúlia Dantas, em Catolé do Rocha (Foto: Divulgação)

Na cidade de Catolé do Rocha, no Sertão do estado, o candidato a vereador Bira Rocha (PPS) conseguiu 948 votos e foi eleito para o cargo mesmo estando em prisão preventiva desde o mês de maio. O candidato é acusado de envolvimento em crimes de pistolagem no Sertão do Estado.

Apesar de não realizar campanha política nas ruas, já que estava detido, o novo vereador da cidade apareceu na sexta posição entre os 13 eleitos. Para poder votar, Bira Rocha foi levado até sua seção eleitoral, no Colégio Estadual Obdúlia Dantas, em uma viatura do Sistema Penitenciário e depois retornou ao Presídio da cidade.

De acordo com o Major Sérgio, gerente do Sistema Penitenciário, o vereador eleito “é preso provisório, não tem condenação. Por esse motivo, não perdeu os direitos políticos”. “A juíza da cidade determinou que ele exercesse o direito ao voto sendo escoltado e a direção do presídio cumpriu a determinação”, explicou o Major Sérgio.

Apesar das acusações, o candidato não tem nenhuma condenação em segunda instância por uma corte colegiada, o que permite a ele ser votado e até ser diplomado. O candidato responde por dois homicídios qualificados e por duas acusações na Lei Maria da Penha.

Em maio deste ano, Ubiraci Rocha, de 40 anos, foi preso dentro de uma agência bancária no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. A prisão foi feita pelo Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil. Após a prisão, ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1.

ClickPB

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!