Início Gerais Cabo Júlio chama deputada Maria do Rosário (PT) de ‘vaca’ na ALMG....

Cabo Júlio chama deputada Maria do Rosário (PT) de ‘vaca’ na ALMG. Veja o vídeo

Maria do Rosário

O deputado estadual Cabo Júlio (PMDB) ofendeu a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) de ‘vaca’ três vezes durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta quarta-feira (9). Em seu discurso, ele disse que a parlamentar estava defendendo dois homens e um adolescente que morreram no dia 5 de novembro ao tentar assaltar um policial militar que dirigia um carro do Uber em São Paulo.  Veja o vídeo:

Cabo Júlio se referia a um suposto comentário que teria sido publicado pela deputada em que ela teria dito “Hoje temos três famílias chorando em razão desse PM opressor. Caso ele não tivesse reagido, apenas uma família choraria. Assim o prejuízo seria melhor para a sociedade”. A deputada disse que já acionou a Polícia Federal porque a postagem em uma rede social atribuída a ela é falsa e que também vai processar o parlamentar.
“O que que essa, me perdoe a palavra, essa ‘vaca’ estava dizendo, estava dizendo assim, que não era para o policial ter reagido, policial vítima do assalto ter reagido”, falou Cabo Júlio. “Que pra falar uma bobeira dessa era melhor essa ‘vaca’ calar a boca. (…) Deputada Maria do Rosário do Rio Grande do Sul, enfie a sua língua onde você quiser, mas não fale esse tanto de bobagem não. Sua ‘vaca’”, completou.
A suposta declaração atribuída à deputada está com a data de 4 de novembro, portanto, um dia antes das mortes. “Esta postagem é mentirosa e caluniosa. Uma montagem grosseira que não expressa a minha opinião”, segundo Maria do Rosário. “A minha posição é que a legítima defensiva é alienável. É natural ao ser humano o direito de se defender. É um direito equivalente ao direito à vida por causa da vida da vítima”, defendeu.
A deputada disse que, além de pedir que a Polícia Federal investigue a falsificação da postagem, vai tomar medidas judiciais e criminais contra Cabo Júlio. “Vou tomar todas as providências cabíveis. Espero da parte dele pelo menos a hombridade da retratação. Este senhor irá responder judicialmente e criminalmente. Ética não se abandona mesmo entre adversários”, disse.
A assessoria de imprensa do deputado Cabo Júlio informou que ele não vai falar sobre o assunto.
Questionada se irá tomar alguma medida, a ALMG informou que, de acordo com a constituição do estado, o deputado é inviolável civil e penalmente por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos. Sobre a fala do Cabo Júlio, a assembleia informou que não vai se pronunciar.

G1

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!