Início Locais Em grande assembleia professores de Patos aceitam negociação do rateio do FUNDEF

Em grande assembleia professores de Patos aceitam negociação do rateio do FUNDEF

sinfempCom auditório da Associação Comercial lotado, os professores municipais de Patos discutiram o rateio do FUNDEF que compreende o período de 2003 a 2006, que será recebido pela Prefeitura Municipal no dia 12 de dezembro de 2016.

A assembleia foi convocada pelo SINFEMP (Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região), que representa toda a categoria, dos professores ativos e aposentados e que contou a presença dos advogados Dr. Alexandre Oliveira e Dr. Alex Duarte, que estão à frente da ação impetrada na Justiça Federal em Patos, com audiência prevista para esta sexta-feira, dia 18.

A presidente do SINFEMP Carminha Soares fez uma explanação da audiência com o atual prefeito Lenildo Morais, que se prontificou a fazer o rateio, beneficiando mais de 500 professores ativos e aposentados com os 60% dos recursos que serão recebidos pelo Município em dezembro.

SinfempCarminha enfatizou a importância desse acordo e a sensibilidade que o Prefeito Lenildo Morais vem demonstrando desde que assumiu a Prefeitura  com os servidores municipais. “ Lenildo tem sido sensível e atendido a todas as demandas apresentadas pelo SINFEMP, com exceção de algumas que a lei eleitoral impede  e destaco aqui o compromisso de pagar os salários em dia, de atender as demandas dos servidores do processo seletivo, e especialmente fazer esse acordo do rateio do FUNDEF, que se for para a justiça poderia demorar anos e anos, como está acontecendo com muitos processos impetrados pelo sindicato”, disse a mesma.

Em seguida o vice-presidente do SINFEMP, José Gonçalves, fez a leitura do termo de acordo que deverá ser apresentado na audiência junto a Justiça Federal na audiência, onde depois de lido foi aberta a discussão e colocado em votação, tendo sido aprovado por todos os presentes.

SinfempGonçalves denunciou que existem pessoas ligadas ao sindicato que não está legalizado no Ministério do Trabalho e Emprego, que não tem sequer 30 associados no município e que qualquer prejuízo em não se efetivar o rateio, os mesmos serão responsabilizados junto à categoria. “O prefeito Lenildo e o SINFEMP querem construir um acordo de rateio imediato desses 60% do FUNDEF e espero que esses oportunistas não venham prejudicar a mais de 500 professores ativos e aposentados no Município”, desabafou o sindicalista.

O SINFEMP está convidando ainda os professores ativos e aposentados que não entregaram ainda os contracheques nesse período de 2003 a 2006 a fazerem isso imediatamente para que possam ser efetuados os cálculos.

Por último a presidente do SINFEMP convidou todos os professores para comparecerem nesta sexta-feira, às 9 horas em frente a Justiça Federal, para que juntos com o SINFEMP possam acompanhar a audiência.

sinfemp

Sinfemp

 

 

 

 

sinfemp.com.br

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!