Início Saúde A história do bebê que só viveu 41 dias, mas salvou duas...

A história do bebê que só viveu 41 dias, mas salvou duas vidas

Os pais do doador de pulmão mais jovem do Reino Unido falaram de seu orgulho depois que seus órgãos ajudaram a salvar a vida de duas pessoas. Theo Omondi morreu quando tinha apenas 41 dias de vida após uma doença súbita.

Mas seus pulmões foram doados para salvar Imogen Bolton – que tinha cinco meses na época – e um jovem adulto, que recebeu seus dois rins.

Créditos: Reprodução/Daily Mail
O pequeno Theo Omondi

Imogen tornou-se o paciente de transplante de pulmão duplo mais jovem da Grã-Bretanha depois de passar por uma operação de sete horas no Great Ormond Street Hospital, em Londres, no começo deste ano.

Ela tinha sido diagnosticada com Alveolar Capillary Displasia (ACD), uma doença rara que provoca a má formação dos pulmões.

Realizado em outubro, o transplantes foi um sucesso e Imogen está se recuperando bem em casa, segundo informações dos seus familiares.

“Acreditamos que ele teria escolhido ajudar os outros se tivesse sido capaz de crescer e tomar a decisão sozinho”, disseram os pais de Theo, que não quiseram ser identificados, entrevista ao jornal Daily Mail.

“Estamos orgulhosos do que Theo foi capaz de fazer não só por Imogen, mas também por um adolescente que agora vive saudável com seus dois pequenos rins”.

Os pais de Imogen, Hayley e Jason Bolton, de Brighton, se mostraram muito gratos à decisão dos pais de Theo, que salvou a vida de sua filhinha.

“Não há palavras para expressar quão gratos estamos à família de Theo pela decisão incrível que eles tiveram e que salvou a vida de Imogen”, disseram.

catracalivre.com.br

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!