Início Locais Mototaxistas e motofretistas iniciam curso de formação em Patos

Mototaxistas e motofretistas iniciam curso de formação em Patos

Foi iniciado neste sábado, 1°, na sede da 4ª Ciretran, em Patos, o curso de formação para mototaxistas e motofretistas da capital do sertão.

O deputado estadual, Nabor Wanderley (PMDB) esteve presente juntamente com o deputado federal, Hugo Motta, o diretor de engenharia do Detran/PB, Maurício Alves, o Diretor da 4ª Ciretran, Cleirton Ventura, o capitão Leonides Marcelino, comandante da 4ª Cptran, com o presidente do Sindicato dos Mototaxistas, José Marcos, Manoel Júnior, instrutor do curso e com os 30 profissionais da categoria que abrem a primeira turma.

A partir desse curso, os mototaxistas terão a certificação da atividade remunerada reconhecida pelo Detran.

O diretor da Ciretran, Cleirton Ventura, explicou que o objetivo do curso é trazer para os mototaxistas e motofretistas de Patos uma melhor qualificação com relação ao trânsito na cidade por meio da educação para o trânsito. Ele garantiu que o evento está sendo ministrado por Manoel Júnior, um dos melhores instrutores do Brasil relacionado ao trânsito e tráfego. “Isso aí é necessário, através da resolução n° 410/2012 que haja para que os mototaxistas e motofretistas tenham, de uma certa forma, o livre trânsito com relação a sua atividade remunerada.

O curso será realizado nos sábados, domingos e segundas até alcançar todos os profissionais, tendo em vista que terá duração de 30 horas/aula. Cada turma será composta de 30 mototaxistas.

Nabor Wanderley explicou que a atividade remunerada faz parte de uma resolução a nível nacional e que o Sindicato dos Mototaxistas busca há cinco anos adequar-se à determinação, uma vez que os mototaxistas não podiam emplacar suas motocicletas, renovar seus alvarás enquanto não participassem do curso de formação.  “Então, desde quando assumimos o nosso mandato a gente vem tentando isso e agora a partir de janeiro, que foi uma exigência para cumprir a resolução, e foi na hora em que Maurício assumiu a diretoria de engenharia do Detran e conseguimos resolver o problema. Nossa luta não é apenas só por Patos, mas, para o estado da Paraíba todo”, afirmou.

Mauricio Alves explicou que a maior dificuldade dos mototaxistas era ter acesso aos cursos que contemplassem a categoria com a formação para ter certificado que incluísse em sua Carteira de Motorista a atividade remunerada. O diretor ainda destacou o valor da realização do curso, R$ 35,00, referente ao material didático, sendo que o custo operacional está sendo bancado pelo Detran. Ele ainda explicou que se fosse realizado por outra instituição, o valor cobrado seria de R$ 300,00.

Maurício ainda pontuou a insistência do deputado Nabor Wanderley para a redução do custo cobrado.

 “Por conta disso e atendendo a solicitação do deputado Nabor Wanderley, que também quero agradecer seu empenho e dedicação, pois, se não fosse a sua presença física no Detran buscando solucionar esse problema, não tínhamos chegado aos patamares da realização do curso aos moldes que estamos praticando”, disse.

Ele ainda garantiu que o objetivo é estender o curso de formação para outras localidades da Paraíba onde tenham a classe de mototaxistas, como Sousa, Cajazeiras, Monteiro, Guarabira e Campina Grande.

O Capitão Leonides, 4ª Cptran, disse que a população é quem ganha com a capacitação desses profissionais onde na oportunidade o instrutor trará ensinamentos básicos, mas, importantes na condução do veículo, segurança, prestação do serviço, postura e compostura do profissional.

O presidente do Sindicato, José Marcos, agradeceu a luta dos envolvidos em poder capacitar os profissionais mototaxistas e convocou a todos esses profissionais para participar do curso.

Toinho Costa é mototaxista há 11 anos e comemorou o fato de não ter que concorrer com os clandestinos. Ele agradeceu pela oportunidade da realização do evento. “Tem que agradecer a todos e primeiramente a Deus pra nós começarmos a trabalhar sossegado e pedir para a fiscalização começar, pois, têm dento de Patos muitos mototaxi clandestino”, afirmou.

A resolução n° 410/2012 diz:

Regulamenta os cursos especializados obrigatórios destinados a profissionais em transporte de passageiros (mototaxista) e em entrega de mercadorias (motofretista) que exerçam atividades remuneradas na condução de motocicletas e motonetas.

Assessoria

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!