Início Locais Muitas reclamações de falta d’água em Patos

Muitas reclamações de falta d’água em Patos

Jardim Magnólia está há dez dias sem água
Serviços no sistema adutor

Na quarta-feira, 06, a gerência regional da Cagepa, enviou uma nota à imprensa informando que a recente falta d’água em  Patos e em várias cidades da região, estava acontecendo em virtude de um rompimento no sistema adutor. A nota dizia também que a previsão era de que o abastecimento se normalizasse ainda na noite daquele mesmo dia.

Neste sábado, 09, as reclamações de falta d’água continuam e em alguns bairros os moradores não têm água há dez dias. É o caso do Jardim Magnólia, localizado nas proximidades do Distrito Industrial, em Patos, onde a moradora Luciana Pereira, disse que há exatos dez dias não tem água no bairro e a comunidade está revoltada. “Queremos que a Cegepa tome providências. Disseram que já fizeram o reparo do sistema, mas cadê a água?”, indagou Luciana.

No bairro do Mutirão são quatro dias sem água. Faltou por vários dias, voltou, e agora está há quatro dias sem água de novo. Detalhe: na noite em que a água voltou no Mutirão só as casas das áreas mais baixas tiveram a sorte de tê-la jorrando nas torneiras.

No Jardim Europa estava sem água até ontem à noite (sexta, 08). Voltou na noite de ontem e, segundo a jovem Rafaela, moradora do bairro, “Voltou suja, da cor do barro”. No Noé Trajano já tem água nos pontos mais baixos, mas há ruas que não têm água há oito dias, segundo informou a moradora Maria Aparecida.

Na Rua do Prado, no centro de Patos, são quatro dias sem água. A informação é da secretária Sidelma Figuiredo. Em outra parte do centro, onde fica o edifício Idalina Celina, está sem água há vários dias também.

No bairro do Juá Doce, segundo a moradora Lídia, já são cinco dias sem água.

Falamos de Patos até agora, mas a falta d’água abrange quase todas as cidades abastecidas pelo sistema adutor Coremas/Sabugi. Recebemos reclamações de seis dias sem água em Santa Luzia também.

Em contato com o assessor de comunicação da Cagepa, Regional das Espinharas, Juracy Barbalho, ele disse que o reparo no rompimento no sistema adutor, que aconteceu num barreiro na zona rural de São Bentinho, foi concluído na madrugada da quinta-feira, 07, e que ontem, sexta, aconteceu um novo problema, não grande como o anterior, mas que atrapalhou a normalização do abastecimento. Juracy disse que a distribuição de água segue um cronograma e pode acontecer de  coincidir de não ser o dia de ter água em determinado bairro justamente no dia em que o abastecimento é normalizado.  “Há um cronograma bem elaborado, uma organização na distribuição e, quando o sistema adutor se rompe, provoca esse tipo de problema”, disse ele.

Folha Patoense – folhapatoense@gmail.com – folhapatoense@gmail.com

 

Print Friendly, PDF & Email
Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o portal Folha Patoense não publicará os comentários dos leitores. Voltaremos ao normal logo após o período eleitoral.