Início Locais Lançado em Patos o Projeto “S.O.S. ÁGUA – TRANSPOSIÇÃO JÁ”

Lançado em Patos o Projeto “S.O.S. ÁGUA – TRANSPOSIÇÃO JÁ”

O auditório da Associação Comercial e Industrial de Patos foi palco, na noite de quarta-feira, 31 de janeiro de 2018, do lançamento do projeto idealizado pela ACIAP, com o poio da CDL e Sindicato do Comércio Varejista, que objetiva pressionar as autoridades para providências definitivas com relação à crise hídrica vivenciada há algum tempo e que, na atualidade, ameaça um colapso total no abastecimento.

O evento contou com a participação de um representante do Ministério da Integração Nacional, o coordenador da Gerência de Obras Hídricas – Jymmu Azevedo; Everaldo Jacobino de Moura, integrante da Unidade de Campo da Bacia Piranhas, que representou o DNOCS; João Fernandes – Presidente da Agência Estadual das Águas – AESA; deputado federal Hugo Motta, deputado estadual Nabor Wanderley; presidente da Associação dos Municípios Sertanejos, Rosalba Mota – prefeita de São José do Bonfim; o presidente da Câmara – vereador Sales Júnior; além dos clubes de Rotary, Maçonaria, UAC – União das Associações Comunitárias e a sociedade em geral.

Na abertura foi apresentado um documentário em vídeo, produzido a partir de uma visita feita pelos presidentes das entidades promotoras: João Batista Lopes Rodrigues, Oton Ferreira da Silva e Carlos Augusto Pinheiro Cavalcante, aos quatro reservatórios responsáveis pelo líquido precioso do Sertão e Sabugi: Capoeira, Farinha, Jatobá e o complexo Coremas-Mãe D’água, nos dias 25 e 26 de janeiro. O vídeo e dados estatísticos nortearam as discussões, direcionadas as soluções emergenciais e definitivas que requer a situação.

O presidente da AESA, João Fernandes, fez uma exposição das etapas do projeto de Transposição das Águas do Rio São Francisco, com relação aos eixos que beneficiarão o Estado da Paraíba, com ênfase a estrutura norte, que poderá viabilizar um canal beneficiando a bacia do Rio Piancó e, consequentemente, dando suporte ao principal reservatório que manda o líquido precioso ao sertão.

O ponto de apreensão veio à tona com a manifestação do representante ministerial, quando este afirmou que tal extensão ainda continua em estudo e que a viabilidade do projeto só será conhecida em pelo menos 180 dias, quando, efetivamente, poderá ser iniciado o processo de execução.

João Fernandes, porém, trouxe a grande notícia de aprovação, pelo Governo do Estado, da construção do Açude do Espinho Branco, cuja obra, pelo aspecto de engenharia, beneficiará Jatobá e Farinha, uma vez que será interligado a ambos e só conseguirá transbordar quando o mesmo já tiver acontecido com os dois reservatórios já existentes. Também manifestou a esperança de que as chuvas virão, a tempo de possibilitar as providências mais duradouras.

 

Texto e fotos: Damião Lucena – aciapatospb.com.br

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!