Início Locais Saúde vai ao Colégio Cristo Rei esclarecer dúvidas sobre a meningite

Saúde vai ao Colégio Cristo Rei esclarecer dúvidas sobre a meningite

O secretário de Saúde, Davi Nunes da Paz, e equipes da Vigilância em Saúde, Vigilância Epidemiológica e da Imunização, participaram na manhã desta quinta-feira (28) de uma reunião com pais de alunos do Colégio Cristo, no auditório do educandário, com o objetivo de prestar esclarecimentos sobre a meningite.

O secretário Davi Nunes informou a equipe da Secretaria de Saúde vai visitar escolas estaduais, municipais e particulares para informar à população o que está acontecendo no momento, ao contrário do que está sendo divulgado pelas mídias sociais.“Nós estamos diante de alguns boatos e de umas ações sensacionalistas que nós precisamos coibir através de informação. Nós trabalhamos com dados, e estamos passando nas escolas explicando o que é que ocorre, só houve um único caso de meningite no município de Patos, qualquer um outro que seja dito, não é verdadeiro, não tem fundamento. E nós vamos passar pelas escolas particulares, estaduais e depois passaremos pelas escolas municipais na tentativa de informar à população com o que está se colocando aí, com um grande número de desinformação utilizando às mídias sociais para repassar aquilo que não é o que está acontcendo no momento,” comentou o secretário.

O técnico de enfermagem e agente de saúde, Charles Wendel, pais de dois filhos que estudam no Colégio Cristo Rei, criticou a forma como a mídia está debatendo o tema da meningite, e lembrou a importância do cartão de vacina da criança está em dia. “Eu fico muito preocupado e fico também revoltado com o que estão repassando sobre a questão desse único casso. Um caso isolado, um caso ainda para se confirmado se é, bacteriana ou viral, mas tudo indica, já noventa por cento, que um caso viral que não existe vacina para combater. Mas, o que preocupa é o terrorismo que está se passando na população. Estamos aqui no Cristo Rei, sou pai, tenho dois filhos que estudam aqui, e eu estou tranquilo quanto essa questão porque o cartão de vacina das minhas crianças estão em dia. Então se está em dia, não precisa se preocupar porque existe um bloqueio vacinal. E o que mais me preocupa é pessoas passando para a população terrorismo dizendo que existem mais de vinte casos na cidade de Patos. Isso é uma inverdade, são boatos”, disse o enfermeiro.

 

Coordecom 

 

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!