Início Saúde Maternidade de Patos realiza 2.944 partos em dez meses

Maternidade de Patos realiza 2.944 partos em dez meses

Entre os dias 1º de janeiro e 01 de novembro deste ano, a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, registrou 16.547 atendimentos, dos quais 2.944 foram partos. Referência no atendimento à mulher, inclusive para gravidez de alto risco, para mais de 80 municípios da Paraíba, a unidade, que integra a rede estadual de saúde, é também Hospital Amigo da Criança. Neste período, a unidade atendeu pacientes de 105 municípios, sendo o de Patos o que originou a maior demanda, com um total de 6.836 atendimentos, seguido de Teixeira, com 544 e Cacimbas, com 471.

A secretária Nadja Lucena Nunes, 21 anos, da cidade de Mãe D’Água, teve seu terceiro filho na maternidade, no último dia 31. Ela chegou a unidade no dia anterior, por volta das 22h, já em trabalho de parto, com sua cunhada, Janaina Costa, que foi quem a acompanhou. Durante o tempo em que esperou a dilatação completa, Nadja recebeu massagens, fez exercícios respiratórios e na bola e pôde escolher em qual posição parir. Ela optou pelo parto na banqueta. Depois de um trabalho de parto que evoluiu sem nenhuma manobra externa e de uma gravidez de 38 semanas, Rafael nasceu saudável e espontaneamente, pesando 3.180 kg e medindo 53cm.

Mãe de Pedro, de três anos e de Davi, de apenas um ano, Nadja elogiou os serviços e acolhida da Maternidade. “Tive toda a assistência, fui muito bem recebida e me senti segura durante todo o tempo e fiquei ainda mais tranquila quando de tempos em tempo, a enfermeira escutava a batida do coração de meu bebê”, disse ela, referindo-se ao sonar portátil utilizado para acompanhar os abatimentos cardíacos do feto. Um detalhe que chamou atenção dos profissionais que acompanharam o parto de Rafael, foi o fato da placenta ter saído intacta. Fora do útero da mãe e já deitado na cama, mas ainda ligado a placenta pelo cordão umbilical, Rafael parecia tranquilo e ficou assim poucos minutos, até o cordão ser cortado.

A agricultora Janaína Costa, acompanhante de Nadja, já utilizou os serviços da Maternidade, onde ela teve seus filhos gêmeos, Matheus e Messias, que nasceram no dia 11 de junho de 2012. O parto de Janaina foi normal, mas em função de um pós-eclampsia e teve que ficar três dias na UTI Materna, os Bebês também precisaram ser assistidos na UTI Neo, onde Matheus ficou três dias e Messias, dez. Por causa do baixo peso, Messias ainda ficou no Alojamento Canguru mais três dias. “Acredito que o atendimento que tive aqui e meus filhos também fizeram a diferença em nosso estado de saúde. Fomos muito bem atendidos por todos aqui”, reforçou Janaina.

Assessoria 

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!