Início Gerais Produtores da região de Itabaiana ganham unidade para produção integrada de amendoim

Produtores da região de Itabaiana ganham unidade para produção integrada de amendoim

O Vale do Paraíba, na região da Itabaiana, ganhou uma Unidade de Referência Tecnológica (URT) para a produção integrada de amendoim (PIAmendoim), por meio de parceria entre o Governo do Estado, através da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer, vinculada à Sedap), com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Agrário (Mapa) e Embrapa, com apoio do Conselho Nacional de CNPq e produtores.

O cultivo é feito utilizando o sistema de irrigação por aspersão. A PIAmendoim se caracteriza pela aplicação de boas práticas em todas as etapas da produção, colheita e pós-colheita do cultivo de amendoim. A URT utiliza sementes da cultivar da Embrapa, Amendoim BR-1 e foi instalada no fim de outubro deste ano, no município de São Félix, sob irrigação por aspersão.  Na região, os agricultores têm muito interesse na produção de amendoim, surgindo daí a necessidade da implantação de uma unidade para a produção da cultura. A previsão é de que sejam colhidas duas toneladas de sementes em apenas um hectare.

A Unidade de Referência Tecnológica segue norma técnica específica para a produção integrada do amendoim do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Agrário, publicada no Diário Oficial da União nº 218, de 14 de novembro de 2016 e, na área, tem o acompanhamento do extensionista rural da Empaer em Salgado de São Felix, José Wilson e pela Embrapa, os pesquisadores Tarcísio Marcos Gomes Gondim e Raul Porfírio de Almeida.

Segundo o gerente regional da Empaer em Itabaiana, Paulo Emílio de Sousa, cerca de 200 famílias agricultoras cultivam amendoim naquela região com orientação técnica, desde o preparo do solo até a comercialização. Entre outras ações, “contam com seleção de sementes, combate às pragas e doenças com manejo integrado e defensivos naturais”, explicou.

No Vale do Paraíba, a área cultivada com amendoim, no ano passado, foi de mais de 500 hectares de terra e uma produção de cera de 400 mil quilos. O período de plantio acontece entre os meses de março e abril e a colheita em julho e agosto. Após o beneficiamento, que é feito em pequenas agroindústrias de Itabaiana, o amendoim é comercializado na Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Há uma variação de preços do quilo entre R$ 2,50 a R$ 4,00 do amendoim em casca. Sendo descascado, chega o valor do produto atinge até 200%.

Os maiores produtores de amendoim na região são Itabaiana, Mogeiro, Juripiranga, Pedras de Fogo, Pilar, Salgado de São Félix, São José dos Ramos e São Miguel de Taipu, todos jurisdicionados pela região administrativa da Emater de Itabaiana.

SECOM

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!