Início Gerais Empaer realiza nova fase de pesquisa sobre desempenho bovino na Paraíba

Empaer realiza nova fase de pesquisa sobre desempenho bovino na Paraíba

Três anos depois de implantado e cumpridas algumas etapas das pesquisas, o Projeto Integração Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF) inicia agora uma nova fase da análise para a avaliação do desempenho de bovinos da raça Guzerá, suplementados com mistura múltipla no sistema ILPF, em período de estiagem. No primeiro momento da pesquisa foi feito o acompanhamento dos animais em período chuvoso. Os trabalhos são realizados pela equipe de pesquisadores da Empaer, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), na Estação Experimental em Alagoinha.

Segundo o pesquisador Rubens Fernandes da Costa, gerente da Estação Experimental, nessa segunda etapa estão sendo avaliadas as seguintes características: ganho de peso, escore corporal através de ultrassom, a área de olho e de lombo, gordura de acabamento e marmoreio. São 33 animais da raça Guzerá fêmea e um macho em processo de avaliação, num período de 60 dias.

Ao final da pesquisa, os resultados serão apresentados para o pecuarista que está sendo usado no ILPF para a produção de carne, avaliada quanto à qualidade, a partir do acompanhamento nos dois períodos, ou seja, durante o inverno e na estiagem.

As pesquisas do Projeto Integração Lavoura, Pecuária e Floresta estão sendo realizadas a partir de uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Empaer, a Embrapa Solos/Algodão e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB)-Campus de Areia. O presidente da Empaer, Nivaldo Magalhães, ressaltou a importância das pesquisas do ILPF para o Semiárido e destacou o esforço do corpo de pesquisadores na condução destes trabalhos.

Há um ano, foi iniciada nova etapa do projeto com a introdução de animais das raças Sindi e Guzerá, em fase de recria, que compreende 8 e 14 meses de idade no caso de machos e de fêmeas entre 8 e 12 meses de idade, apresentando resultados satisfatórios. Agora os pesquisadores estão trabalhando no sentido de acompanhar o desempenho do rebanho que está sendo alimentado neste período de estiagem.

O que é ILPF – O projeto ILPF consiste na conservação de solo, recuperação das pastagens e produção de lavoura num mesmo local, tudo visando à convivência com Semiárido. A proposta é o desenvolvimento de ações estratégicas que contribuam para disseminação do conhecimento e promovam a adoção de tecnologias relacionadas à intensificação sustentável de sistemas de integração de produção animal e vegetal.

No projeto experimental em Alagoinha, os pesquisadores implantaram duas Unidades Técnicas de Referências com 1,6 hectare cada, contemplando a combinação de componentes de integração entre lavoura, pecuária e florestas, com as seguintes lavouras: milho e feijão macassar; as espécies florestais como sabiá, eucalipto e gliricídia e a brachiara destinada à pecuária.

SECOM

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!