Início Gerais Jovem grávida que teria sido internada por erro médico é enterrada em...

Jovem grávida que teria sido internada por erro médico é enterrada em Bayeux

Mulher que teria sido internada por erro médico é enterrada nesta quinta-feira (26), em João Pessoa — Foto: Rafael Oliveira/TV Cabo Branco

Foi enterrado nesta quinta-feira (26) o corpo da mulher de 28 anos que estava internada na Maternidade Cândida Vargas após um suposto erro médico durante um parto cesariano. Kellyane Neri morreu na noite desta quarta-feira (25) após sofrer uma parada cardiorrespiratória, de acordo com a direção do hospital. O sepultamento foi feito no Cemitério Nossa Senhora da Boa Morte, em Bayeux, na Grande João Pessoa.

Na última quinta-feira (19), a morte cerebral da paciente já havia sido confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde. A família de Kellyane denuncia que materiais cirúrgicos tenham sido esquecidos dentro da mulher após a realização de um parto cesariano na unidade de saúde.

A mãe de Kellyane, Maria das Dores, pediu por justiça durante o velório e disse que espera que a equipe médica seja punida “Minha filha foi ter um filho, estava cheio de vida e saudável. Mataram minha filha. Ela passou por três cirurgias e não suportou tanto sofrimento. Eu quero que os médicos sejam punidos, toda a equipe. Quero que o culpados sejam punidos para nenhuma mãe passar o que eu tô passando”, afirmou.

O corpo de Kellyane chegou ao Centro Comunitário do Mário Andreazza, em Bayeux, por volta de uma e meia da tarde, onde aconteceu o velório. O sepultamento da mulher foi feito no Cemitério Nossa Senhora da Boa Morte, também em Bayeux, no fim da tarde desta quinta-feira.

Entenda o caso

O parto aconteceu no dia 11 de setembro e no dia 14 do mesmo mês a paciente retornou para casa. Um mês após a liberação, Kellyane retornou à maternidade sentindo dores na barriga. Ainda segundo a mãe, no hospital foi detectada uma bactéria no corpo da filha.

Após sete dias de internação para tratar a bactéria, uma ultrassom foi realizada em Kellyane, que passou por três cirurgias devido a perfurações no intestino grosso e delgado, de acordo com a família. Na última quarta-feira (18), familiares de Kellyane protestaram em frente à Maternidade Cândida Vargas.

A morte cerebral de Kellyane Neri, de 28 anos, foi confirmada nesta quinta-feira (19), pela Secretária de Saúde de João Pessoa.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (26), a Secretaria Municipal de Saúde informou que os familiares estão recebendo todo o acompanhamento necessário por parte da equipe multiprofissional e, da direção do Instituto Cândida Vargas (ICV). Além disso, na última sexta-feira (20), foi disponibilizado à família, conforme solicitado, cópia do prontuário médico da paciente, dentro dos termos da lei, com as informações e todo histórico da assistência prestada.

Nesta quinta-feira (26), toda documentação e histórico clínico da paciente também será encaminhado ao Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB).

Na última segunda-feira (16), a secretaria de saúde de João Pessoa determinou a criação de uma comissão sindicante que deverá apresentar relatório conclusivo sobre a situação da paciente dentro do prazo de trinta dias.

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!