Início Gerais Mais de 56 tartarugas são encontradas mortas em menos de três meses...

Mais de 56 tartarugas são encontradas mortas em menos de três meses no Litoral da Paraíba

Roberto ainda lembrou que no ano passado foram registrados quase 154 mortas, entre adultas e jovens, sendo 48 encontradas nas praias do Bessa e Intermares. (Foto: Reprodução)

Quem caminha pela Orla do Litoral paraibano já não deve se surpreender quando encontra uma tartaruga morta. É que nos últimos anos, o número de óbitos do animal vem aumentando. Em entrevista ao Portal ClickPB, o presidente da Associação Guajiru, Roberto Aragão alertou que em apenas três meses cerca de 56 tartarugas foram encontradas mortas.

De acordo com o biólogo, não é anormal esse aumento e as pessoas devem estar atentas aos horários que encontram o animal. “Nessa temporada de outubro a dezembro é comum esses casos já que é o período em que todo o Litoral recebe milhares de tartarugas que são trazidos pelas correntes marítimas ou que procuram nosso litoral para desovar. No entanto, uma boa parte já chega doente com a ingestão de plásticos ou ficam presas em redes de pescadores e acabam morrendo”, explicou.

Ele contou que apenas dois animais conseguiram sobreviver depois de passarem por obervação e tratamento, conseguiram expelir o plástico ingerido e foram liberados de volta ao mar, após um ano de reabilitação.

Roberto ainda lembrou que no ano passado foram registrados quase 154 mortas, entre adultas e jovens, sendo 48 encontradas nas praias do Bessa e Intermares.

Para quem se deparar com uma situação dessas deve ficar alerta, pois possa ser que dê tempo de prestar os primeiros socorros. “Se for a noite e virem o animal saindo da água, ela provavelmente vai desovar então não deve chegar perto do animal
se for de dia, deve-se colocar numa área com sombra e molhar o casco do animal além de colocar uma toalha em cima. Se ele aquecer pode morrer. Se for um animal
muito grande, é só manter o casco do animal úmido. Nunca molhar as narinas do animal, só o corpo para ele não morrer sufocado já que precisam de oxigênio”, alertou.

Ainda destacou que sempre em casos de encontrar com um animal desses deve-se ligar A Associação Guajiru, nos telefones (83) 996085226 (83) 996585625.

Na manhã desta sexta-feira (27) mais uma tartaruga morta foi registrada. Nas imagens dá pra perceber que urubus se aproximam do animal que já estava em estado de decomposição.

Quando o animal é muito grande, os moradores podem solicitar uma equipe da Prefeitura ou Ibama para que seja feita a retira do animal morto do local.

O biólogo ainda fez um convite a quem desejar ver o primeiro nascimento de filhotes de tartarugas da temporada que será neste sábado, a partir das 15h, na divisa da praia do Bessa com Intermares. “Provavelmente amanhã terá o primeiro nascimento da temporada com um ninho que faz 52 dias que monitoramos”.

ClickPB

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!