Início Gerais Ciclista atropelado após réveillon em João Pessoa tem morte cerebral e família...

Ciclista atropelado após réveillon em João Pessoa tem morte cerebral e família doa órgãos

A vítima trabalhava como pedreiro e estava a caminho do trabalho quando foi atingido (Foto: Reprodução/WhatsApp)

O ciclista que foi atropelado na ciclofaixa do bairro Altiplano, em João Pessoa, teve morte cerebral confirmada à família. A informação foi repassada ao ClickPB, nesta quinta-feira (2), pelo advogado Diego Lima, que atua em defesa da vítima do atropelamento que aconteceu por volta das 6h desta quarta-feira, 1º de janeiro. A família do pedreiro decidiu autorizar a doação de seus órgãos.

Segundo o advogado, “a família já decidiu pela doação dos órgãos”. Valmir Lira, de 43 anos, foi internado no Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, na Capital, após ser atropelado. Desde o momento da sua entrada, ontem, ele apresentava estado de saúde gravíssimo vindo a falecer nesta quinta-feira.

A vítima trabalhava como pedreiro e estava a caminho do trabalho quando foi atingido, na ciclofaixa, por um carro ocupado por um casal que teria participado de uma festa de réveillon.

O homem e a mulher que estavam nos bancos da frente do veículo fizeram o teste do bafômetro. Ficou constatado que o homem no carro consumiu bebida alcoólica. No entanto, era a sua esposa quem estava na direção do automóvel. O teste do bafômetro na motorista não constatou consumo de bebida alcoólica.

O empresário Arnaldo Ribeiro Gomes da Silva Neto prestou depoimento ao delegado Luiz Gonzaga e afirmou que voltava de uma festa no momento do acidente.

No veículo estavam a esposa, o marido e as duas filhas do casal.

Às 18h13,  a Secretaria de Estado da Saúde divulgou a seguinte nota:

Central de Transplante da Paraíba

O ciclista de 43 anos vítima de atropelamento, com várias lesões encefálicas graves (edema cerebral difuso, hemorragia subaracnóidea traumática, hipodensidade cerebral difusa) evoluiu com coma aperceptivo. 

Protocolo de morte encefálica fechado às 16h26min deste dia 02/01/2020. Familiares autorizaram doação de multiorgãos. Aguardando ranking Estadual de recetores, através de plataforma do ministério da Saúde, para programar retirada de órgãos e implante nos pacientes receptores. Os órgãos doados serão fígado e rins. O paciente segue sob monitorização intensiva na UTI GERAL do HEETSHL, leito 07.

A Central Estadual de Transplante (CET) da Paraíba presta solidariedade no momento de luto da família do paciente, tão trágico e doloroso; e explícita a importância da “família doadora” em salvar outras vidas, e trazer esperança e vida a várias pessoas, num momento de profunda tristeza.

ClickPB

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!