Início Saúde Hospital de Trauma de João Pessoa realiza mais de 350 cirurgias em...

Hospital de Trauma de João Pessoa realiza mais de 350 cirurgias em 20 dias

Hospital de Trauma de João Pessoa

Após o Governo do Estado assumir a gestão do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, a unidade de saúde realizou, em 20 dias, 364 cirurgias, entre eletivas (cirurgias programadas) e emergenciais, o que equivale a 121 cirurgias por semana.

Para o diretor geral do Hospital de Trauma, Laercio Bragança, esses números são um marco até então nunca visto neste hospital. “Um volume de atendimento tão rápido e com tanta eficiência que temos registrado agora”, completou.

Ainda de acordo com Laercio Bragança, uma força tarefa foi montada para melhorar o fluxo do atendimento e das cirurgias. “Após a visita do Conselho Regional de Medicina (CRM) e Ministério Público Federal (MPF), através de uma força tarefa, identificamos os eventuais gargalos, como por exemplo: exames de ecocardiograma, risco cirúrgico, exames externos, parecer clínico ou de especialista e etc. E implementamos medidas efetivas no sentido de agilizar o processo de atendimento e resolução de problemas, principalmente os relacionados às cirurgias”, ressaltou.

As principais cirurgias realizadas foram de Ortopedia e Traumatologia, devido ao número grande de acidentes de trânsitos, além de Cirurgia Geral e Neurologia. Só no Hospital de Trauma foram realizadas, no período de 01 a 20 de janeiro, cerca de 300 cirurgias; já no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires foram aproximadamente 50 – nesta unidade hospitalar, acontecem somente as cirurgias ortopédicas do Hospital de Trauma.

De acordo com o coordenador da Ortopedia, Luiz Portela, o volume alto de cirurgias relacionadas à Ortopedia e Traumatologia é em decorrência do perfil de pacientes que o hospital recebe. “Nossos usuários são acidentados de trânsitos, principalmente motocicletas e idosos, vítimas de quedas. Sendo que estes chegam à unidade de saúde com múltiplas fraturas e demandando alta complexidade. Por isto, a Ortopedia acaba fazendo um volume grande por causa destes perfis de pacientes”, salientou.

Segundo Portela, o Hospital de Trauma é o hospital de maior porte de emergência de atendimentos que temos no Estado. Por isto, a dona de casa, Maria Aparecida da Luz, 45 anos, procurou o complexo hospitalar para ser atendida. Ela precisou de uma cirurgia de emergência ao fraturar a coxa após um acidente de moto. “A primeira coisa que vou fazer é ir para igreja agradecer a Deus por estar viva! Gratidão por ter um hospital deste suporte em nossa Capital, se hoje posso sorrir é por causa destes profissionais”, comentou.

SECOM

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!