Início Locais Padre Fabrício corre às pressas de madrugada, mas não consegue evitar retirada...

Padre Fabrício corre às pressas de madrugada, mas não consegue evitar retirada de equipamentos do Hospital de Taperoá

O padre Fabrício Timóteo, pároco da Igreja de Taperoá, foi acordado por populares na madrugada deste sábado(04), para tentar evitar mais uma vez a retirada de vários equipamentos do Hospital Geral de Taperoá. No entanto, quando ele chegou ao local, já haviam feito a retirada, inclusive com escolta policial.

Segundo a denúncia, os aparelhos estão sendo levados para outros hospitais do Estado que são referência no tratamento contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O padre postou um vídeo nas suas redes sociais denunciando tudo.

Esta não é a primeira que isto acontece. Na manhã da terça-feira, dia 24 de março, funcionários ligados ao Governo do Estado da Paraíba tentaram retirar alguns aparelhos e equipamentos de leitos do Hospital de Taperoá para serem levados para hospitais de campanha contra o combate ao Covid-19 (novo coronavírus).

O prefeito em exercício de Taperoá, Júnior de Preto, revoltado por não ter recebido qualquer explicação, colocou o seu veículo na frente do portão da garagem do hospital, para impossibilitar a saída do caminhão que está carregado com os aparelhos.

Além do prefeito Júnior de Preto, participam neste momento da mobilização, o presidente da Câmara, Birino Brito, alguns vereadores, o padre Fabrício Timóteo e populares do município.

A Secretaria de Saúde da Paraíba durante os últimos dias já havia retirados outros equipamentos do hospital de Monteiro e está adotando essa medida com outras unidades no interior do Estado.

O outro lado

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, confirmou que está deslocando temporariamente os equipamentos não apenas de Taperoá, mas de outros hospitais do Estado, que não estão utilizando sua capacidade de leitos.

Vicente Conserva – Portal 40 Graus

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!