Início Saudades Dinaldo será cremado e suas cinzas levadas para o túmulo da família,...

Dinaldo será cremado e suas cinzas levadas para o túmulo da família, em Patos

Dinaldo Wanderley

Faleceu nesta manhã de domingo 24/05, no Hospital Nossa Senhora das Neves, onde estava hospitalizado desde a semana passada, o ex-prefeito de Patos e ex-deputado estadual, Dinaldo Medeiros Wanderley, de 69 anos (faria 70 anos no dia 20 de junho).

Dinaldo, apesar dos cuidados que vinha tendo desde o início da pandemia aqui na região, praticamente recluso em seu apartamento de Patos, apresentou os sintomas que depois se revelaram como do coronavirus.

Levado para João Pessoa, foi atendido no Hospital Nossa Senhora das Neves, onde fez exames e testes e foi para casa ficando em tratamento e sob observação. Com a piora do seu estado voltou para o hospital, onde foi internado na UTI e entubado, por conta de comprometimento de um dos pulmões.

No meio da semana, teve uma melhora considerável e foi extubado, sugerindo a possibilidade de um possível restabelecimento.

Na última sexta-feira, apresentou um cansaço, enquanto se submetia a uma sessão de fisioterapia e foi novamente entubado.

Na noite deste sábado recebi do seu filho, Dr. Bruno Wanderley, que vinha me fornecendo quase diariamente boletins que repassava para os amigos de Dinaldo e os colegas de imprensa, um último boletim nos seguintes termos: “Dinaldo não reagiu bem à fisioterapia e foi preciso ser reentubado. Outras coisas foram surgindo como redução da diurese e piora da função renal. Foi feito estimulo para ele, sem resposta, hoje ele vai fazer hemodiálise. Ele está entubado, sedado, em uso de droga vasoativa e complicação renal.”

Agora pela manhã, Dr. Bruno, me passou um mensagem comunicando o desfecho fatal: “É com profunda tristeza que informou ao amigo que nosso pai, após a diálise, teve uma parada cardíaca, vindo a falecer”.

Muitos amigos me contataram na última hora pedindo uma confirmação do fato, uma vez que os vinha abastecendo com informações desde algum tempo, o que mostra o respeito e a consideração que inclusive adversários seus na politica lhe tinham.

Dinaldo foi prefeito de Patos por dois mandatos, foi deputado estadual e era, ainda, uma das maiores lideranças politicas de Patos e região. Muito querido por seus amigos, correligionários e admiradores. Sua morte é um grande perda para o mundo político local pela liderança que exerceu nos últimos vinte anos.

PS. Segundo fomos informados, por conta do protocolo da COVID-19, o corpo de Dinaldo não poderá ser levado para Patos. Ele será velado por alguns familiares, aqui em João Pessoa, por algum tempo e, em seguida, será cremado, conforme suas últimas manifestações de vontade. As cinzas serão levadas para a túmulo da família em Patos.

Luiz Gonzaga Lima de Morais – Revista da Semana

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!