Início Perfil Biografia de Dinaldo Medeiros Wanderley

Biografia de Dinaldo Medeiros Wanderley

Filho do tabelião Dinamérico Wanderley de Sousa e da professora Haydée Medeiros Wanderley, tendo como irmãos: Werlane (Engenheira Elétrica- Memória), Vernaide (Socióloga), Dione (Advogada) e Hermano (Engenheiro Elétrico), Dinaldo Medeiros Wanderley nasceu em Patos, no dia 20 de junho de 1950, onde iniciou os estudos no grupo escolar Rio Branco e mais tarde no Coriolano de Medeiros. Na juventude, sequenciou a formação no Colégio Salesiano do Recife. Formou-se em Economia pela Fundação Francisco Mascarenhas (20/12/1975) e em Direito pela Universidade Federal da Paraíba, Campus de Sousa (25/07/1980). Em 1981 foi nomeado titular do Cartório do 2º Ofício de Serviço Notarial e Registral de Patos. Casou, em junho de 1973, com Édina Guedes Wanderley, sua conterrânea, nascida em 12 de dezembro de 1950, filha de Evaristo Medeiros Guedes e Francisca Pereira Guedes. Ela formou-se em Economia, em 1977, e em História, em 1980, pela Fundação Francisco Mascarenhas. Do matrimonio surgiram quatro filhos: Gustavo (advogado), Dinaldo, Ana Carolina e Bruno (médicos).

Dinaldo Medeiros Wanderley foi um exímio jogador de futebol, tendo atuado nas duas equipes profissionais de Patos, Esporte e Nacional. Chegou a ser convidado para a seleção paraibana e só não ingressou no Flamengo do Rio de Janeiro por resistência da família. Enveredando pelo campo empresarial, atuou como distribuidor de matéria prima para o setor de calçados, chegando a condição de um dos principais fornecedores dos gangorreiros de Patos. Mais tarde, influenciado pelo seu tio Rivaldo Medeiros, passou a atuar na construção civil, com ênfase aos projetos públicos. A empresa, que trazia o seu nome, foi responsável pela edificação de grande parte das obras realizadas em Patos nas duas últimas décadas do século XX.

Dinaldo iniciou sua carreira política em 1992, se candidatando ao cargo de prefeito, pelo PFL, ficando na segunda colocação, na eleição em que o então deputado estadual Ivânio Ramalho foi o vitorioso. No pleito seguinte, em 1996, concretizou o sonho disputando com a deputada Francisca Mota, conseguindo 19.577 votos, contra 13.085. Em 2000 veio a reeleição, totalizando 27.967. Nabor Wanderley da Nóbrega Filho, ficou na segunda colocação com 15.121. Em 2002, lançou a esposa, Edina Guedes Wanderley a uma vaga de deputada estadual, conseguindo lograr êxito, com 13.964 votos em Patos e 30.536 na Paraíba. Em 2006, Dinaldo foi eleito à Assembleia Legislatica com 32.082 votos, dos quais 16.456 em Patos. Em 2008, tentaria retornar a prefeitura, mas seria derrotado por Nabor Wanderley da Nóbrega Filho. Na Casa de Epitácio Pessoa ele conseguiu votação suficiente na reeleição, contudo, problemas jurídicos relacionados a sua gestão no Poder Executivo o impediram de assumir o mandato, por conta da cassação do seu registro.

Edina Guedes Wanderley manteve-se na vida pública, vindo a assumir vários cargos na administração estadual, dentre os quais a função de Secretária de Desenvolvimento Humano, na gestão do governador Cássio Cunha Lima. O prestígio de Dinaldo Wanderley, também conseguiu emplacar outros nomes, a exemplo de Guaray Martins, que chegou a condição de secretário adjunto da Infraestrutura.

Dinaldo faleceu no domingo, 24 de maio de 2020, vítima de Coronavírus, tempos depois de detectar e se submeter a um tratamento de câncer de próstata, além de outras complicações no seu quadro de saúde. Por decisão da família, foi cremado e suas cinzas guardadas para o sepultamento após a Pandemia.

Damião Lucena – damiaolucena@gmail.com

(Fonte: Patos de Todos os Tempos, livro de autoria de Damião Lucena, cuja segunda edição, com 1.000 páginas, deverá ser lançada em breve).

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!