Início Política Imprensa patoense tem vários pré-candidatos a vereador em 2020

Imprensa patoense tem vários pré-candidatos a vereador em 2020

Comunicadores que são pré-candidatos a vereador este ano: Luiz Gonzaga Lima de Morais, Paulo Costa, Jozivan Antero, Jamerson Ferreira, Antônio Vieira e George Abrantes.

Ao longo dos últimos anos, vários companheiros de imprensa, aí considerando tanto jornalistas como radialistas, vêm ingressando na política partidária. Alguns com sucesso e outros nem tanto.

Entre os que obtiveram sucesso vale destacar Virgílio Trindade que foi eleito vereador em 1976 com 741 votos, tendo sido depois eleito vice-prefeito de Rivaldo Medeiros, chegando a assumir a prefeitura durante um período de doença do titular. No rádio, Virgílio fazia jornalismo, tendo se especializado no esportivo, onde era excelente comentarista, o que lhe granjeou a fama de treinador de futebol no Nacional e em outros clubes da Paraíba.

Orlando Xavier se elegeu vereador duas vezes. Em 1982 com 2343 votos e em 2004, com 2072 sufrágios, sendo em ambas as eleições o mais votado. E um detalhe o seu recorde de votos em 1982 não foi ultrapassado até hoje. Com o resultado de 2004 ele é o quinto mais votado da história de Patos. Na Espinharas, Orlando fazia o famoso programa, “A bronca é livre” que lhe garantiu a estupenda votação. Depois saiu da Espinharas andou por Campina Grande e São Paulo, onde também chegou a trabalhar em rádio. Voltando a Patos, foi trabalhar na Itatiunga, onde fazia programa semelhante. “Bronca Livre” viu até apelido. Lá conseguiu a audiência que lhe garantiu a segunda eleição.

Na mesma eleição em que Virgílio foi eleito vereador em 1976, Nestor Gondim também se elegeu e com uma votação melhor do quer Virgílio, 903 votos. Nestor foi um faz tudo na Rádio Espinharas, além de comentarista esportivo, tendo se tornado treinador no Esporte Clube de Patos.

Adilton Dias, com sua memória privilegiada, lembrou que o sanfoneiro Agamenon Borges (Agamenon Show) foi eleito vereador duas vezes, em 1972 (sendo o segundo mais votado com 1097 votos) e 1976 (com 864), graças a um programa de músicas nordestinas que fazia na Rádio Espinharas. Um detalhe: em 1976, foram eleitos três vereadores ligados à Rádio Espinharas, Virgílio, Nestor e Agamenon.

José Augusto Longo da Silva conseguiu se eleger vereador na mesma eleição em que Orlando Xavier foi eleito a primeira vez, 1982, tendo obtido 565 votos. José Augusto durante toda a vida fez jornalismo, inclusive esportivo, como narrador e comentarista.

O sexto colega de imprensa a conseguir se eleger em Patos foi o polêmico Rociberg Leandro, que fazia programa com comentários, denúncias e críticas,  que se elegeu em 2000 com 868 votos.

Finalmente registramos a eleição de Paulo Porto, em 1992, com 590 votos. Só que Paulo não chegou a assumir o cargo, sendo assassinado antes da posse. Paulo Porto era disk-jockey, embora fizessem também denúncias e críticas.

Com relação a companheiros que concorreram e não obtiveram sucesso só me lembro de dois. O saudoso Aluísio Araújo e Luiz Gonzaga. Aluísio foi candidato, segundo Ailton Dias, que em 1976, lhe deu o seu primeiro voto. Aluísio, que passou por Espinharas, Panati e Itatiunga com programas de disk jockey também era cantor, tendo participando de vários conjuntos musicais.

Luiz Gonzaga, já jornalista apresentando a Revista da Semana, depois de radialista por muitos anos, foi candidato em 1988 e 1992. Nesta última fiquei na primeira suplência.

Nas eleições deste ano várias pré-candidaturas estão postas. Dentre outros, Jozivan Antero, Jamerson Ferreira, Paulo Costa e Luiz Gonzaga. Dois outros colegas, atualmente afastados do rádio local: George Abrantes e Antônio Vieira. Todos com pretensão a uma vaga na Câmara de Vereadores, embora Jamerson Ferreira, afirme topar também a participação em uma chapa majoritária.

Jozivan Antero foi um dos mais votados nas eleições de 2016, mas não conseguiu se eleger porque o seu partido não conseguiu atingir a quantidade mínima de votos para fazer um vereador, o chamado quociente eleitoral.

A quase totalidade destes pré-candidatos mantém ou mantiveram programas de rádio voltados para o noticiário, com comentários, geralmente de maneira combativa. Foi a linha que granjeou para Orlando Xavier duas maiores votações em 1982 e 2004. De modo geral, a votação que obterão estes candidatos será baseada na credibilidade adquirida nos respectivos programas, sendo, portanto, em sua maioria oriunda dos seus ouvintes.

Jozivan Antero e Luiz Gonzaga mantêm programa na Espinharas FM. Jamerson Ferreira passou pela Itatiunga e estava até dias atrás na Arapuan FM. Abrantes Júnior passou pela Arapuan FM e a Espinharas FM.  Paulo Costa passou pela TV Correio, TV Sol e Rádio Morada do Sol. Antônio Vieira, manteve programas na Espinharas AM e na Morada do Sol, onde atuou como radialista.

Com relação à filiação partidária, ressaltamos que Jamerson Ferreira e George Abrantes estão filiados no Partido Liberal (PL), Jozivan Antero na Unidade Popular (UP), Luiz Gonzaga no Solidariedade, Paulo Costa e Antônio Vieira, no Avante. Claro que todos eles vão depender, por mais bem votados que sejam, além dos votos resultantes da audiência que conquistaram no comando dos seus programas, dos votos dos companheiros de partido, já que sozinho dificilmente alguém vai conseguir o quociente eleitoral suficiente para eleger um vereador, hoje em torno de três mil votos.

 

Luiz Gonzaga Lima de Morais – lgmorais@uol.com.br

 

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!