Início Política Érico Djan desiste de ser candidato a prefeito de Patos pela segunda...

Érico Djan desiste de ser candidato a prefeito de Patos pela segunda vez em menos de um ano

Érico Djan

O médico e deputado estadual, Érico Djan (Cidadania), surpreendeu seus eleitores e a população de Patos em geral mais uma vez ao anunciar, nesta segunda-feira (10), que não concorrerá mais a cadeira do Palácio Clóvis Sátyro.

Não é a primeira vez que Érico Djan anuncia desistência de sua pré-candidatura a prefeito de Patos. Há 9 meses, no dia 4 de novembro do ano passado, ele também anunciou oficialmente sua desistência alegando os mesmos motivos: ‘questões pessoais’.

Em fevereiro deste ano, ele voltava atrás e anunciava que concorreria a prefeitura e se lançou ao pleito. Mas, seis meses depois, vem a público novamente dizer que não é mais candidato. E que além disso o desejo de também retornar ao exercício profissional como médico.

“Nos últimos dias, refleti que posso continuar a contribuir ainda mais com minha Capital do Sertão na condição de Deputado Estadual eleito. Desse modo, por questões pessoais, decidi abrir mão de minha postulação à Prefeitura de Patos”, disse Dr. Érico.

A falta de posicionamento concreto e um discurso firme capaz de passar segurança ao eleitorado pode ter influenciado, desde a primeira desistência até agora, na desconfiança deste mesmo eleitorado nas intenções de voto.

Érico que até ano passado liderava as pesquisas, viu seu nome perder força devido às suas idas e vindas num discurso frágil. Nas ruas o que mais se ouve é: “Ele não sabe o que diz. Ele não sabe o que quer e o que faz”.

Há cinco dias, na noite desta quarta-feira (05), o deputado estadual chegou a anunciar em uma live seguida de entrevista coletiva com a imprensa a sua pré-candidatura a prefeito de Patos nas eleições de novembro.

Ele chegou a anunciar aliança com MDB local, tendo como pré-candidata a vice-prefeita a médica Mirna Wanderley, esposa do ex-prefeito Dinaldinho Wanderley, que viria junto com o apoio de 10 vereadores e quatro partidos (PROS, PSL e SOLIDARIEDADE).

No entanto, pegou todo mundo de surpresa com sua Carta Aberta anunciando a desistência da pré-candidatura à Prefeitura do município de Patos, nas eleições de 15 de novembro.

A pergunta que se faz agora é quem o partido do governador irá apoiar.

Vicente Conserva – Portal 40 Graus

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!