Início Locais “Nossa paróquia está de luto. Corrinha espalhava alegria mesmo diante das dificuldades”,...

“Nossa paróquia está de luto. Corrinha espalhava alegria mesmo diante das dificuldades”, diz o padre Alixandre Soares

A senhora Maria do Socorro Caetano de Oliveira (Corrinha) foi sepultada no fim da tarde desta quinta-feira, 13/08, no Cemitério São Miguel, no Belo Horizonte, em Patos. Em grande comoção familiares e amigos estiveram presentes na despedida.

Acidente

Maria do Socorro Caetano de Oliveira, mais conhecida como Corrinha, de 58 anos, faleceu no começo da noite da quarta-feira, 12/08, depois de ser atropelada em frente à UPA do Campo da Liga, em Patos.

Ele pedalava sua bicicleta na rodovia quando foi atropelada por um caminhão F-4000, carregado de lenha, foi socorrida para a UPA, mas não resistiu. O motorista permaneceu no local do acidente e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para realizar a perícia.

Enteada do músico Derréis

Corrinha residia na Rua Felizardo Leite, na Liberdade, em Patos, era conhecida por ser muito católica, envolvida nos eventos da igreja. Frequentava as igrejas São José e Santo Antôni.

Também era conhecida por ser uma pessoa divertida, cheia de vida, contagiava a todos com sua alegria. Praticava ciclismo e fazia academia.

Era irmã de Mazinha Cabeleireira e do empresário Canico, ambos conhecidos em Patos, e enteada do músico Luis Alves de Oliveira, mais conhecido por Derréis. Sua mãe, Iraci Caetano de Lima, foi companheira de Derréis por muitos anos. “Derréis foi quem criou ela, desde que ela era bebê“, disse uma amiga da família.

Trabalhou por muito tempo cuidando de crianças especiais em Patos e deixa dois filhos: Lucas e Leninha (vocalista de uma banda de Fortaleza). Outros familiares dela também vivem da música.

Era muito conhecida e sua morte repercute muito nas redes sociais em Patos.

Nota de pesar da Paróquia de Santo Antônio

O padre Alixandre Soares de Carvalho, da paróquia de Santo Antônio, igreja frequentada por Maria do Socorro, fez a seguinte postagem nas redes sociais: “Nossa paróquia de Santo Antônio está em luto com o falecimento dessa serva do Senhor. Alguém que sempre espalhava alegria mesmo diante das dificuldades. Alguém que tinha grande alegria quando chamada para cantar salmos na celebrações eucaristias. Que Deus conforte toda a família. Que lhe conceda Corrinha, o descanso e a luz eterna. Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente.”João 11, 25-26.”

Folha Patoense – folhapatoense@gmail.com

 

 

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!