Início Locais A última página do Livro da Vida – “Homenagem ao amigo Geraldinho”

A última página do Livro da Vida – “Homenagem ao amigo Geraldinho”

Geraldinho (Foto: rede social)

“Neste momento palavras perdem o sentido diante das lágrimas contidas na saudade que estamos sentindo, mas sorriso é o que te demonstraremos neste instante por ser o motivo deste até logo e saber que somente vitórias existiram em sua vida”. “Autor anônimo”

Com essa frase contamos aqui o último capítulo da história do médico, homem público e, principalmente amigo, “Geraldinho”.

A última página da história de sua vida começou a ser contada no final da manhã e início da tarde de quinta-feira, 06 de agosto de 2020, quando amigos e familiares receberam a triste notícia da morte do médico “Geraldinho”.

Quem dera meu amigo Geraldinho, que essa história fosse como as dos contos de fada onde o final é sempre feliz.

Dizem que a última página do livro é aquela que rabiscamos algo, mesmo que seja por vício ou até mesmo uma anotação que a gente não quer esquecer, pois poderemos usa-la em um dia qualquer.

O que será que está escrito na última página do “Livro da sua vida”? O que tem no rascunho? O que Deus anotou e reservou para você na última participação na sua própria história? Talvez seja uma pequena observação como um arremate final. Ninguém sabe e nem é bom que saibamos, pois esse segredo jamais será revelado, nem aqui e nem em outra dimensão.

Milton Nascimento escreveu: “O trem que chega é o mesmo trem da partida”.

Não sabemos a hora de nascer, muito menos de morrer, pois nascemos de um milagre e morremos para a concretização desse milagre. Deus disse que não morremos jamais, apenas deixamos o corpo, a matéria, e outro plano espiritual começa. A vida é Eterna!!!

Um poeta nordestino escreveu em sua música: “Todo caminho tem volta, todo começo tem fim”.

A realidade é que existe um abismo entre a vida e a morte. Acredito que nesse abismo está guardado o grande segredo que nunca será revelado.

Mas o que será que está escrito na última página do livro da sua vida?

Ah, Geraldinho!!! Se soubéssemos que aquele dia seria o último de sua vida, quanta coisa teria falado ao seu ouvido. Quantos agradecimentos teriam sido direcionados à você. Quantas tentativas de salvar sua vida teriam sido feitas por milhares de pessoas que queriam você aqui conosco.

Mas volto aqui ao livro da vida.

O ponto final dessa linda história de vida aconteceu em Pombal, sua terra natal.

A cidade que te viu nascer foi a mesma que acolheu teu corpo na hora do sepultamento como um misto de alegria e tristeza.

Nesse instante a capa do livro que conta sua história aqui na terra se fecha. Você foi o que queria ter sido. Honesto, trabalhador, amigo, ser humano, companheiro, pessoa que as qualidades escondiam os defeitos e os medos não interferiam na vontade de vencer e de ajudar a quem precisava.

Vou parar por aqui, pois as lágrimas não me deixam enxergar o que escrevo. Muita coisa poderia estar nesse simples texto, mas veio a inspiração para relatar, de forma fictícia, o que estava escrito na última página do livro da sua vida.

Descanse em paz, meu amigo “Geraldinho”.

Claudionou Dantas – Liberdade PB

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!