Início Locais Palestra reforça importância da autoestima feminina para mães em situação de vulnerabilidade,...

Palestra reforça importância da autoestima feminina para mães em situação de vulnerabilidade, em Patos

A Organização Não Governamental “Operação Resgate”, localizada em Patos, tem realizado semanalmente, palestras de incentivo e fortalecimento para mulheres em situação de vulnerabilidade social em tempos de pandemia. A ação está sendo chamada de “Mulheres em Ação” e conta com o apoio de do movimento de mulheres do sertão paraibano, Marias Cantam Marias, do Curso de Odontologia da UFCG, por meio do projeto “Heróis do Sorriso”, além da sociedade civil organizada.

Na última quarta-feira, 09, as mães das crianças e dos adolescentes acolhidos pela ONG, participaram da palestra que teve como tema “Corpo e autoestima”. Durante o momento as mulheres receberam cuidados estéticos e motivacionais por meio do diálogo.

Como palestrante, a ONG recebeu a professora, Aline Mayara, integrante do Movimento de Mulheres “Marias Cantam Marias” e a Professora na UFCG e odontólogo, Dra. Fátima Roneiva, que realiza uma ação de saúde bucal há 8 anos na ONG.
Aline Mayara falou sobre a importância de participar desses espaços e da gratidão de aprender muito com as histórias de vida de mulheres, muito além de repassar conhecimentos sobre feminismo.

“Tem sido uma honra participar dos encontros. Me proporciona aprendizados significativos. Lá, tenho feito falas, mas, ao contrário do que parece, no lugar de eu ensinar algo, acabo aprendendo muito com as histórias de vida, lutas e superações daquelas mulheres. Isso nos fortalece”, destacou.
Dra. Fátima Roneiva também destacou a importância de reunir as mulheres, uma vez que, a violência doméstica cresce em nosso País durante a pandemia.

“Já realizávamos ações com crianças e adolescentes desde 2012, através do projeto “Heróis do Sorriso” apoiado pela UFCG e pela clínica escola do campus Patos. Daí, foi que surgiu essa necessidade de fazermos um trabalho voltado paras mães, já que os números de violências doméstica subiram absurdamente nos últimos meses”, destacou.

Assessoria

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!