Início Política Pela primeira vez desde sua fundação em Patos, PCdoB fica fora do...

Pela primeira vez desde sua fundação em Patos, PCdoB fica fora do processo eleitoral

O PCdoB (Partido Comunista do Brasil), fundado em 25 de março de 1922, mas organizado em Patos em 1982, ainda na clandestinidade, foi a primeira vez que deliberou pela neutralidade nas eleições municipais em Patos.

O Partido Comunista do Brasil, foi fundado em Patos em 1982, tendo a frente a juventude, setores das pastorais, de muitos que combatiam e lutavam pelo fim da Ditadura Militar.

Em 1985 com a legalização do Partido, foi criada a primeira Direção Provisória, constituída por Francisco Lacerda Brasileiro (Tico Lacerda), hoje Prefeito de Foz do Iguaçu, José Gonçalves, Manoel Oliveira, Professora Fátima, Divone, dentre outros.

Em 1988, participou das eleições, tendo como candidato a vereador, Dário Raposo. Em todas as eleições municipais, seguintes dos anos de 1992, 1996, 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016. Participou também das eleições estaduais e nacionais, especialmente desde 1989 apoiando Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2012 a chapa de vereadores do partido, composta por 12 candidatos, obteve mais de 5.500 votos.

Os membros do Partido sempre tiveram um enraizamento muito forte nos movimentos sociais, especialmente na juventude e no movimento comunitário. Além disso, atuavam no movimento sindical bancário e de servidor público municipal.

Esse ano o partido optou pela neutralidade nas eleições municipais e se disse traído pelo Partido Republicanos, liderado pelo pré-candidato a prefeito Nabor Wanderley e o motivo é conhecido por todos que acompanham a política local. A vereadora Lucinha foi escolhida para vice na chapa com Ivanes Lacerda. Ivanes desistiu da candidatura, dando lugar a Nabor Wanderley. Esperava-se que a vice continuasse sendo Lucinha, mas o Republicanos optou pelo nome do professor Jacob Souto (Rede Sustentabilidade), gerando o insatisfação nos membros do PCdoB pela quebra do compromisso. “Da traição, nem Jesus escapou”, postou a vereadora (no momento licenciada do cargo) nas redes sociais.

Pessoas que acompanham e opinam sobre a política local, membros de outras forças políticas, de setores da imprensa e lideranças populares, dizem que com a saída do sindicalista José Gonçalves e de outros filiados, o PCdoB perdeu parte da força que tinha em Patos junto aos movimentos sociais e sindicais.

A intervenção que foi feita na Direção Municipal alterou bastante a fisionomia do partido em Patos e hoje, pela primeira vez o PCdoB fica de fora das eleições, não tendo sequer candidato a vereador.

Veja mais:

PCdoB decide ficar neutro nas eleições para prefeito em Patos

Folha Patoense – folhapatoense@gmail.com

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!