Início Locais Corpo de Bombeiros de Patos registra aumento de incêndios em vegetação no...

Corpo de Bombeiros de Patos registra aumento de incêndios em vegetação no Sertão

Bombeiros em ação em queimada no Sertão do Estado

O segundo semestre do ano traz grandes preocupações para o Sertão do Estado. O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) vem registrando um aumento considerável no número de ocorrências tipificadas como incêndio em vegetação nesta localidade.

As condições naturais típicas do semiárido, onde são registradas altas temperaturas nestes meses do ano, aliadas às forças dos ventos, à baixa umidade relativa do ar e agravada pela estiagem, são fatores que contribuem para o aumento dos incêndios.

Além dos fatores naturais, práticas que utilizam o fogo para realizar a limpeza do terreno e preparação do solo contribuem significativamente para os incêndios em vegetação, e por este fator é observado que a maior parte destes é causada pela ação humana.

Os danos são enormes, visto que, por vezes, áreas de preservação, a exemplo do Pico do Jabre, são atingidas pelo fogo. Estes locais possuem uma mata diferenciada, relevo mais íngreme e local de difícil acesso, onde os militares necessitam caminhar longas distâncias, munidos de bombas costais, por entre a vegetação nativa, e fazendo uso de estratégias com a utilização do vento e dos aceiros naturais para melhor extinguir as chamas.

Os prejuízos são inúmeros, pois destroem a fauna e a flora da região onde habitam espécies endêmicas, e ainda o patrimônio alheio, afetando também a saúde humana. Nestes locais se desenvolvem ainda importantes pesquisas científicas.

O comandante do 3º Comando Regional de Bombeiro Militar (CRBM), coronel Saulo Laurentino, alerta que se a situação permanecer neste ritmo, o ano de 2020 irá superar o número de 1.100 registros de ocorrências de fogo. Em agosto foram registrados 159 incêndios desta natureza, e do início de setembro até esta segunda-feira (21), já foram registrados 131 casos.

Em face dessa grande preocupação, foi lançada a ‘Operação Queimadas’, campanha preventiva que tem por objetivo difundir orientações através das mídias sociais e de veículos de comunicação, além da realização de blitzen educativas com a distribuição de folders e de palestras voltadas para as associações rurais.

Região rural com área de queimada no Sertão do Estado

Segundo o coronel Saulo, a Corporação tem buscado “evoluir na logística e no operacional, trabalhando com novas doutrinas e conhecimentos que foram adquiridos, a exemplo de militares capacitados em corporações coirmãs como o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia.”, afirmou o comandante do 3º CRBM.O apoio do efetivo tem sido essencial, pois voluntários estão contribuindo para compor a Força Regional de Combate a incêndio em vegetação, auxiliando desta forma todas as unidades operacionais do Sertão do Estado.

Alerta

O CBMPB reforça a orientação para que, principalmente neste período, se evite utilizar fogo em qualquer prática de preparação de solo ou limpeza de terreno. O Corpo de Bombeiros informa ainda que a prática de queimadas, além de causar transtornos e prejuízos, está tipificada como crime no artigo 54 da lei 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais), com pena que pode chegar a 04 anos de reclusão e multa.

WSCOM

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!