Início Gerais Músicos de Patos fazem protesto e pedem para voltar ao trabalho. Vídeo

Músicos de Patos fazem protesto e pedem para voltar ao trabalho. Vídeo

Os músicos de Patos realizaram um protesto na manhã desta sexta-feira, dia 25 de setembro, contra o abandono por parte do poder público durante a pandemia e pedindo que revoguem as medidas que impedem os artistas de voltar ao trabalho, tendo em vista que outras categorias já voltaram e estão provocando aglomerações em eventos políticos, por exemplo.

Vários músicos comparecem ao evento e saíram em caminhada pelo centro da cidade, onde também aproveitaram para cobrar das autoridades a atenção maior para a categoria, que está enfrentando dificuldades devido ao isolamento social.

Para o cantor Adriano Maia, é impossível continuar na situação que está nesse momento, pois vive da música e a família tem despesas, como qualquer outra. “Nós participamos de eventos que têm seis pessoas em uma mesa, e por que temos que ter apenas quatro músicos em um palco? Não são os músicos que estão levando Covid-19, estamos há mais de seis meses sem trabalhar, estamos mais em casa do que qualquer outra pessoa. Nós acompanhamos a realidade da política hoje, essas convenções com tantas pessoas aglomeradas, bebedeira, e no nosso local de trabalho não tem isso. É uma hipocrisia muito grande”, reclamou o músico.

Para o presidente da Fundação Cultural de Patos, Marcelo Lima, a prefeitura tem feito o possível para dar suporte aos músicos e demais artistas do município. Segundo ele, é preciso ter cautela na retomada dos eventos. “A FUNDAP tem buscado flexibilizar a todo momento e reajustar para que os artistas tenham a oportunidade de retomar às atividades normalmente, mas nós temos as recomendações dos órgãos de saúde para que se mantenha o distanciamento e volte de forma gradativa. Mas creio que já é uma grande conquista ampliar de dois para quatro músicos”, argumentou Marcelo.

Alguns artistas aproveitaram para denunciar que proprietários de bares e restaurantes de Patos formaram um verdadeiro quartel para pagar um valor menor aos músicos que fazem apresentações ao vivo. Eles denunciaram ainda que os estabelecimentos cobram cover artístico do público, mas não repassam o valor aos artistas na integralidade.

De acordo com os músicos, um grupo foi formado envolvendo participantes da categoria para que eles pudessem ajudar uns aos outros, doando dinheiro, cestas básicas e demais itens de uso diário, e desenvolvendo uma forma de amenizar os impactos da pandemia.

Blog do Jordan Bezerra com TV Contexto

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!