Início Saúde Hospital Metropolitano da Paraíba retoma atendimento ambulatorial

Hospital Metropolitano da Paraíba retoma atendimento ambulatorial

Referência no tratamento cardíaco e neurológico, o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires retomou os atendimentos ambulatoriais neste mês de outubro. Os serviços ofertados são para primeiras consultas de pacientes pré-operatórios em cardiologia e neurologia adulto e pediátrico, bem como para os usuários que já realizaram procedimento cirúrgico e necessitam dar continuidade no tratamento, por meio de acompanhamento clínico especializado.

 Nesta primeira semana de funcionamento, cerca de 50 pacientes já receberam assistência, dentre as quais a aposentada Maria Nazaré, de 62 anos, do município de Belém, no Agreste da Paraíba. “Eu estava ansiosa aguardando esse retorno dos atendimentos porque vou realizar um cateterismo, e preciso mostrar os exames à médica. Eu sempre perguntava na Secretaria de Saúde da minha cidade quando seria o retorno, e eles diziam para aguardar, porque a suspensão foi para prevenção da saúde de todos. Eu compreendia e confiava em Deus. Hoje graças a ele estou aqui”, afirmou.

Diante do cenário atual de cuidados em relação à pandemia do coronavírus, o diretor geral da instituição, Antônio Pedrosa, destacou as precauções tomadas na unidade hospitalar para retorno dessa atividade. “Estamos funcionando neste primeiro momento de retomada com 20% da nossa capacidade de atendimento, seguindo as diretrizes e orientações da Secretaria de Saúde (SES-PB) e do Ministério da Saúde, na adoção de medidas preventivas para evitar aglomerações e a proliferação do vírus com os usuários assistidos pelo nosso serviço”, pontuou o diretor, ressaltando que o atendimento aos pacientes eletivos passam pelo setor de regulação da SES-PB.

Dentre as medidas adotadas, estão a verificação de temperatura de todos os pacientes e acompanhantes no momento de chegada à unidade de saúde; distanciamento entre os locais de assento para espera do atendimento; a obrigatoriedade do uso de máscara e a higienização das mãos com álcool a 70%, conforme informou a coordenadora do Ambulatório, Patrícia Monteiro.

SECOM-PB

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!