Início Política Justiça julga improcedente pedido de impugnação da candidatura de Nabor Wanderley

Justiça julga improcedente pedido de impugnação da candidatura de Nabor Wanderley

A juíza da 28ª Zona Eleitoral, Anna Maria do Socorro Hilário, indeferiu, neste sábado (17), o pedido da Coligação Pra Devolver Patos ao Seu Povo, cujo candidato a prefeito de Patos é o ex-juiz eleitoral Ramonilson Alves, que pedia a impugnação da candidatura a prefeito Nabor Wanderley (Repuiblicanos), da coligação Patos Competente.

A ação se devia por uma suposta irregularidade concernente a presença dos partidos Cidadania e Rede Sustentabilidade, na coligação do candidato Nabor Wanderley, em virtude de desacordos perante a legislação eleitoral, na formação da coligação encabeçada pelo Republicanos.

“Em relação ao partido Cidadania, com a desistência do deputado Érico em concorrer ao cargo de prefeito no município de Patos, ocorreu uma intervenção, retirando Dr. Érico da presidência e nomeando Adolpho Crispim no dia 16 de setembro, e no mesmo dia realizou a convenção do partido, passando por cima da legislação eleitoral e do estatual do partido, onde no artigo 16, determina que para haver a convenção, deveria ter um edital convocatório com sete dias de antecedência”, explicou Phillip Palmeira.

Em sua decisão, a magistrada considerou improcedente a denúncia diante das provas documentais ajoujados aos autos.

Ela assim decidiu pelo deferimento da Coligação. “JULGO IMPROCEDENTE a impugnação, ao mesmo tempo, DEFIRO a formação da COLIGAÇÃO PATOS COMPETENTE (REPUBLICANOS; REDE; PSD; PROGRESSISTAS; PSC; CIDADANIA; PSL e PROS), declarando habilitado os partidos e a regularidade do DRAP que indica a candidatura do candidato a Prefeito NABOR WANDERLEY DA NÓBREGA FILHO e a VICE-PREFEITO JOCOB SILVA SOUTO.”

Vicente Conserva – Portal 40 Graus

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!