Início Saúde Hospital Metropolitano da Paraíba cria central de atendimento para agendamento de candidatos...

Hospital Metropolitano da Paraíba cria central de atendimento para agendamento de candidatos ao transplante cardíaco

Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita (Foto: José Marques)

O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires é o primeiro do estado 100% SUS habilitado para realizar o transplante de coração adulto e pediátrico. Com o objetivo de atender os candidatos ao transplante cardíaco de maneira mais ágil, a unidade de saúde criou uma central de agendamento para a consulta com um especialista, disponível pelo número (83) 3229-9157, funcionando das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira.

De acordo com o coordenador da Unidade de Transplante Cardíaco do Metropolitano, médico Otávio Braga, o agendamento para a consulta será realizado apenas com os pacientes que corresponderem aos critérios pré-estabelecidos. “É preciso que o paciente tenha entre 18 e 65 anos. Assim também como ter o diagnóstico de insuficiência cardíaca grau III ou IV, e desse modo possuir o encaminhamento de um cardiologista e exame de ecocardiograma”, pontuou o médico.

A instituição já dispõe do atendimento ambulatorial para transplante, como explicou o diretor-geral, Antônio Pedrosa. “Quando recebemos a habilitação do Ministério da Saúde, imediatamente criamos a Unidade de Transplante Cardíaco, para alinhar todas as medidas necessárias para o atendimento dos candidatos. Dentre as quais, passamos a disponibilizar uma especialista, para realizar a primeira consulta dos futuros transplantados aqui na unidade. Todos os que forem aprovados nesse teleatendimento serão agendados para o atendimento ambulatorial, e seguirão sendo acompanhados até a realização do transplante”, afirmou o diretor.

O Hospital Metropolitano recebeu o credenciamento para realização do transplante em junho deste ano, mas devido à pandemia e ao risco que o vírus apresenta aos transplantados, a unidade tomou como medida, junto à Secretaria de Estado da Saúde, o adiamento dos atendimentos e realização da cirurgia. Após avaliação sanitária e dada a retomada de alguns serviços, em breve, a unidade realizará o primeiro transplante cardíaco do estado em um complexo hospitalar de atendimento exclusivo pelo SUS.

SECOM-PB

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!