Início Política Lenildo pede investigação a adversários e diz que vai solicitar tropas federais...

Lenildo pede investigação a adversários e diz que vai solicitar tropas federais para Patos

O candidato a prefeito de Patos pela Coligação Sou Patos (PT, PDT, MDB e Avante), Lenildo Morais, pediu que a Justiça Eleitoral investigue posturas de seus adversários políticos em campanha e disse que sua coligação vai solicitar o envio de tropas federais para acompanhar o pleito em Patos.

As declarações foram feitas durante entrevista ao Programa Farol Político da TV Sol na noite desta quinta-feira (22)

Segundo Lenildo, chegou até ele denúncias de uso político do atendimento médico de seus adversários para obterem vantagens eleitorais, citando inclusive que em uma ótica haveria filas para isso. Conforme Lenildo, Saúde não é prioridade para seus adversários para que num momento de eleição como o que ocorre agora, eles possam se aproveitar da carência e da necessidade do povo.

Na opinião de Lenildo, também precisam ser apuradas pela Justiça Eleitoral informações de que antes mesmo de pesquisas serem divulgadas, um grupo adversário já estaria com panfletos prontos para serem reproduzidos e estariam atrás de gráficas da cidade para fazer o serviço. “Essas pesquisas não têm credibilidade, porque soubemos que foram feitos 50 mil panfletos, distribuídos no mesmo dia da divulgação do resultado e teriam sido rodados em gráfica às vésperas”, reforçou.

Combate à corrupção

Ao falar sobre combate à corrupção, Lenildo disse que fará com que o tema seja ensinado nas escolas para conscientizar as nossas crianças desde cedo. Além disso, vai fornecer um aplicativo de celular para que a população possa ter acesso de forma prática e fácil a todas as receitas e despesas do Município.
“Para que todos possam fiscalizar e acompanhar o bom uso do dinheiro público”, explicou. Lenildo explicou, ainda, que as informações no aplicativos têm vantagem sobre o Sistema Sagres porque trará tudo de forma detalhada, rápida e objetiva, em clicks.

Respondendo questionamentos sobre a questão da Saúde, Lenildo criticou o fechamento de gabinetes odontológicos nas UBS feito pelo candidato a vice-prefeito na Chapa dos Patriotas quando foi secretário de Saúde da atual gestão.

Ele, ao contrário, irá investir na abertura de unidades, como a UPA do Jatobá nos cem primeiros dias de governo, como fez com a UPA do Campo da Liga. Além disso, conforme Lenildo, Patos terá cinco unidades de atendimento 24 horas para a população.
Ele irá adaptar as UBS Horácio Nóbrega e Verôncia Vieira e do distrito de Santa Gertrudes para funcionarem 24 horas. Sobre os recursos para isso, Lenildo disse que buscará as emendas impositivas da saúde junto aos deputados que representam Patos e também economizará nas despesas da Prefeitura com medidas como a redução do número de secretarias.

Ele lembrou que fez isso durante seus 113 dias de gestão, quando demitiu cerca de 300 funcionários fantasmas e economizou mais de 500 mil reais que foram investidos na abertura do UPA do Campo da Liga.

Lenildo reforçou que irá investir na melhoria dos serviços da atenção básica e que criará um fundo municipal de saúde para isso. Ele fará parcerias com profissionais e com residentes para que a oferta de médico possa suprir as necessidades, inclusive das cirurgias eletivas com parcerias com hospitais e atraindo a instalação em nossa cidade de hospitais filantrópicos.

O candidato da Coligação Sou Patos reiterou sobre os benefícios que os serviços que prestou durante os 113 dias troxe para a cidade, citando além da abertura do UPA do Campo da LIga, a implantação do transporte coletivo, a limpeza de canais, a aquisição de ambulância para Santa Gertrudes, entre tantas outras ações que fizeam criar um laço de confiança entre ele e a população patoense.

Fake news

Quanto ao fato da Justiça ter tirado do ar páginas suas de uma rede social, Lenildo disse que respeita a decisão judicial, mas se envergonha da postura de um canditado a prefeito que foi magistrado de estar sendo conivente com a distribuição de fake news pelos seus apoiadores. “Ele não tem compromisso, alimentando o gabinete e discursos de ódio. Temos que eliminar as mentiras da disputa eleitoral”, enfatizou Lenildo.

Salário de prefeito

O candidato da Coligação Sou Patos lembrou que durante os 113 dias em que foi prefeito, abdicou de parte do salário de prefeito para economizar recursos para o Município, no entanto o candidato que é ex-magistrado teria afirmado no mesmo programa dias atrás que não abrirá mão do acúmulo de seus salários de juiz aposentado e de prefeito.

Economia

Lenildo reforçou a disposição em criar um sistema de e-commerce e trabalhar para a implantação de uma indústria de software, além da implantação da bacia leiteira.

Ele disse que irá atrair investimentos para fazer a cidade crescer e gerar emprego e renda. Ele lembrou que nos seus 113 dias de governo viabilizou a instalação do Atacadão desafetando rua para sua instalação. Ação de efetivou a geração de centenas de empregos. “Eu sairei da cadeira e não vou só ficar esperando investimento dos governo do estado”, disse referindo-se à sua luta para conseguir recursos, atrair investimento e fazer a cidade de Patos se transformar numa metrópole do Sertão paraibano.

Assessoria

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!