Início Locais Homem mais velho de Catolé do Rocha, Luiz Quirino Ferreira completa 107...

Homem mais velho de Catolé do Rocha, Luiz Quirino Ferreira completa 107 anos

O agricultor aposentado Luiz Quirino Ferreira, o homem mais velho de Catolé do Rocha, Sertão da Paraíba, comemorou mais um aniversário de vida, neste domingo, 25/10, quando o decano chega aos 107 anos de existência. Em 2018, quando completou 105 anos de vida longa, o Portal Catolé News visitou Seu Luiz Quirino, e conferiu ‘in loco’ a história desse agricultor que atravessou gerações, constituiu família numerosa, fez história, e segue contando ela, agora em passos lentos, mas agradecendo a Deus todos a todo instante, por mais um dia, a cada dia vivido por ele.

Confira um breve historio de Luiz Quirino, o homem mais velho de Catolé do Rocha, que chega aos 107 anos de vida, ladeado pelo amor familiar, e querido pelos amigos e legados deixado por mais de um centenário.

Nascido em 25 de outubro de 1913, no Sítio Cajueiro, zona rural de Patu-RN, Luiz Quirino como é mais conhecido, reside hoje em dia, no Sítio Monte, nos arredores do Distrito de Coronel Maia, zona rural ao noroeste do município de Catolé do Rocha-PB. Não caminha mais, em compensação é quase lúcido, desfruta de saúde razoável, é feliz, e confessou que tem medo da morte.

Luiz ou Lula como às vezes era chamado, carrega no sobrenome a denominação de seu pai, Quirino, um norte-rio-grandense que tocava fole e sanfona, e ainda, alternando momentos de boas lembranças, com um silêncio observador, Seu Luiz relembra das coisas boas de sua infância, e dos conselhos dados pela sua mãe, Dona Francisca.

Luiz Quirino se mudou aos seis anos de vida para a Fazenda Sobrado, no Distrito de Coronel Maia, zona rural de Catolé do Rocha. Seu pai veio morar com Sérgio Maia de Vasconcelos, pai de José Sérgio Maia.

Falando compassadamente sobre a sua infância, Seu Luiz fala orgulhoso da família Maia, e disse agradecer muito a Deus por ter atravessado quatro gerações, tendo em Zé Sérgio e José Otávio (Zezito), grandes patrões e grandes amigos. “Fui morador de Seu Sérgio Maia, Zé Sérgio, meu amigo de infância, e Zezito, a quem ainda tenho como grande amigo”, disse o aniversariante.

Agricultor, cortador de cana para moagens, e rezador destacável, Seu Luiz Quirino atravessou mesmo quatro gerações: Coronel Maia [Francisco Hermegildo Maia de Vasconcelos “Papai Maia” (1836-1935), Seu Sérgio Maia [Sérgio Maia de Vasconcelos (1873-1947), e José Sérgio Maia (1913-1992), José Otávio Maia de Vasconcelos (10/05/1952), bisavô, avô, pai e filho, consecutivamente.

Feliz pelos 105 anos de vida, Luiz Quirino não para de agradecer a Deus, e relembra de sua juventude, onde além do trabalho, namorar e dançar forró eram seus dois divertimentos prediletos.

Luiz teve dois grandes amores, Dona Maria, sua primeira esposa, com quem teve oito filhos, e depois viúvo aos 46 anos, casou-se pela segunda vez com Tereza Francisca da Conceição, 26 anos mais nova que ele, e com quem teve quem teve dez filhos.

Ao todo foram 18 filhos, sendo que, do primeiro casamento, apenas uma filha, Benedit,  ainda está viva. Já os dez filhos do segundo matrimônio, todos estão vivos.

Humberto Vital – Catolé News

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!