Início Gerais Jovem Pan demite Rodrigo Constantino depois de repercussão de fala sobre estupro

Jovem Pan demite Rodrigo Constantino depois de repercussão de fala sobre estupro

Rodrigo Constantino (Foto: reprodução/Twitter)

A rede Jovem Pan demitiu o jornalista Rodrigo Constantino, nesta quarta-feira (4/11), depois da repercussão de um comentário, em que o economista fala que não denunciaria caso a filha dele fosse vítima de estupro. A demissão foi confirmada pelo próprio Constantino e pela Jovem Pan.

Nas redes sociais, o jornalista disse que a rede não aguentou a pressão e que a fala dele foi distorcida. “Vcs venceram uma batalha, parabéns! A pressão foi tão grande sobre a Jovem Pan, DISTORCENDO CLARAMENTE MINHA FALA, que não resistiram. Não os culpo. É do jogo. Quem me conhece e quem viu de fato sabe que eu jamais faria apologia ao estupro! Mas desde já estou fora da Jovem Pan”, afirmou.

Em nota, a Jovem Pan disse que respeita a liberdade de expressão, mas que “desaprova veementemente todo o conteúdo publicado nos canais pessoais e apresentado nessa live”.

Nesta quarta-feira (4/11), o comentarista da Jovem Pan afirmou, em uma live, que se a filha dele chegasse em casa, depois de ter bebido, e dissesse que foi estuprada, ele a colocaria de castigo e não denunciaria o estupro.

“Se a minha filha chegar em casa – e eu dou boa educação para que isso não aconteça – e chegar em casa dizendo que foi pra uma festinha e “pai fui estuprada”. Eu vou falar para me dar as circunstâncias. [E ela diz] “Fui para uma festinha, eu e três amigas. Tinham 18 homens, nós bebemos muito. E eu tava ficando com dois caras. Acabei dormindo lá e fui abusada”. Ela vai ficar de castigo feio. E eu não vou denunciar um cara desses para a polícia. Eu vou dar esporro na minha filha, porque alguma coisa ali ela errou feio. E eu devo ter errado para ela agir assim”, afirmou.

A fala foi dita como comentário ao caso Mariana Ferrer. A influencer acusa o empresário André Aranha de tê-la estuprado em dezembro de 2018, em um camarim, durante uma festa em Florianópolis. Em setembro, o empresário foi absolvido pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina em um decisão polêmica, em que foi usado o termo “estupro culposo”.

Nota Jovem Pan 

O Grupo Jovem Pan tem como premissa a liberdade de expressão e o amplo debate entre seus comentaristas. Diante do ocorrido nesta quarta-feira, 4, em uma live independente, promovida fora de nossas plataformas, por um de nossos comentaristas, a Jovem Pan esclarece que desaprova veementemente todo o conteúdo publicado nos canais pessoais e apresentado nessa live. Reafirmamos que as opiniões de nossos comentaristas são independentes e necessariamente não representam a opinião do Grupo Jovem Pan. No caso de Mariana Ferrer, defendemos que a vítima não deve ser responsabilizada pelos atos de seu agressor, apesar do respeito que todos nós devemos ter às decisões judiciais. Em consequência do episódio, na tarde desta quarta-feira, Rodrigo Constantino foi desligado de nosso quadro de comentaristas.

Correio Braziliense

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!