Início Gerais Cantor Giovanni Accioly tem morte cerebral confirmada e pai quer doar órgãos

Cantor Giovanni Accioly tem morte cerebral confirmada e pai quer doar órgãos

Giovanni teve morte cerebral confirmada nesta quarta-feira (4) — Foto: arquivo pessoal

O cantor e radialista Giovanni Accioly, de 33 anos, teve a morte cerebral confirmada na noite desta quarta-feira (4) na UTI do pronto-socorro de Rio Branco, onde permanecia em coma após ter sido transferido de Tarauacá para a capital. A informação da morte foi confirmada pelo pai de Giovani, Raimundo Accioly.

Giovanni teve traumatismo craniano e estava em estado grave no pronto-socorro de Rio Branco depois de bater o carro que dirigia contra uma carreta estacionada em frente ao antigo hospital da cidade de Tarauacá, no interior do Acre, no último domingo (1). Ele só foi transferido para a capital em uma UTI no ar na segunda-feira (2).

O pai informou aos amigos da morte do filho pela redes sociais. “Equipe médica acaba de nos informar sobre a confirmação da morte encefálica do nosso Giovanni Accioly. Neste momento, ele chegou ao céu onde encontrou sua mãe esperando junto com Deus. O céu neste instante está em festa com uma contagiante alegria do meu GG”, lamentou.

Ao G1, Accioly disse que pediu que o hospital mantenha os aparelhos ligados para preservar os órgãos do cantor que devem ser doados. “Amanhã [quinta, 5] vamos conversar com a família pra ver a questão da doação, qual o procedimento e também preparar toda a logística para levarmos ele para Tarauacá e fazermos uma grande despedida na nossa cidade”, disse emocionado.

Nas redes sociais, muitos amigos lamentaram a morte de Giovanni e relembraram uma das últimas postagens feita por ele há seis dias: “Mantenha a fé na crença se a ciência não curar, pois se não tem remédio, então remediado está. Já é um vencedor quem sabe a dor de uma derrota enfrentar. E a quem Deus prometeu nunca faltou, na hora certa o bom Deus dará”, escreveu fazendo referência à música Clareou, interpretada pelo sambista Diogo Nogueira.

Na manhã desta quinta-feira (5), o governo do estado lançou uma nota de pesar.

“Natural de Tarauacá, Giovanni era um jovem e profissional extremamente querido e respeitado por todos, sendo um cidadão honrado por seus familiares e amigos da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) aonde trabalhava com grande dedicação e zelo na Rádio Aldeia FM de Rio Branco. Por isso, é digno de nossas sinceras homenagens.”

Os servidores do Hospital Dr. Sansão Gomes também lançaram nota lamentando a morte. “Aos familiares e amigos, nesse momento de dor, externamos nossos sinceros votos de paz e solidariedade, e rogamos a Deus as suas bençãos e conforto a todos.”

Corrente de oração

Uma verdadeira corrente de oração foi montada por amigos e parentes de Giovani no momento em que ele estava sendo colocado no avião para ser transferido na segunda e seguiu durante os dias. Um vídeo, divulgado nas redes sociais, mostra várias pessoas de mãos dadas louvando e pedindo pela recuperação do rapaz.

Ainda nessa segunda, já no pronto-socorro da capital, várias pessoas se reuniram em frente à unidade em oração pela vida dele. Durante a noite, uma vigília foi transmitida ao vivo nas redes sociais e na casa do pai dele, em Tarauacá, dezenas de familiares e amigos também fizeram uma vigília pedindo que ele se recupere.

“Nós sabemos que a situação não é fácil aos olhos do homem, então, o que nos resta neste momento é só clamar o milagre de Deus. Nós estamos clamando esse milagre desde ontem. Então, vamos acreditar no poder de Deus e vamos rezar e entregar o Giovani com muita confiança em Deus”, disse o frei Renã Barros ao iniciar transmissão de vigília em sua página no Facebook no início da semana.

G1 AC

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!