Início Policial Ex-deputado Antônio Mineral se envolve em confusão em Areia de Baraúnas com...

Ex-deputado Antônio Mineral se envolve em confusão em Areia de Baraúnas com ameaças de tiro. Vídeos

O clima eleitoral na pequena cidade de Areia de Baraúnas, na Região Metropolitana de Patos, anda bastante acirrado com uma disputa eleitoral jamais vista. Com isto, os ânimos dos eleitores estão exaltados e na noite desta quinta-feira (05), por pouco, não acontece algo pior: uma tragédia a bala.

O ex-prefeito e deputado estadual Antônio Mineral (PSB), candidato a prefeito, envolveu-se numa confusão com eleitores, supostamente adversários.

Vídeos mostram parte da confusão. Neles Mineral aparece bastante exaltado reclamando que estava sendo seguido e sofrendo ameaças com dois rapazes fazendo manobras de trancamento na estrada em que ele seguia de automóvel.

Em outro vídeo, Mineral aparece bastante irritado e proferindo palavras grosseiras contra os rapazes, chamando-os de vagabundos e outros adjetivos pejorativos. “Eram esses dois cachorros, esses dois pilantras, esses sem vergonha, dois safados dentro do carro, passando na minha frente, passaram em alta velocidade, me trancando e freando na minha frente”, disse ele.

Em um deles, a imagem sugere que ele está com um revólver nas mãos. Ele chega a dizer: “só não atirei porque não sabia quem era.”

Segundo informações de populares, a confusão seguiu e ao passo que foi juntando eleitores de ambas as agremiações os ânimos foram ficando mais exaltados a ponto do outro candidato, Antônio Macedo, conhecido por Macedão, ter sido ameaçado por Mineral que não confirma a denúncia.

A Policia Militar foi chamada para comparecer a cidade. Várias viaturas do BOPE foram até o local como mostra o vídeo. Após a chegada da polícia, a multidão foi dispersada e o pior não aconteceu.

A informação é que Mineral foi levado para Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos sobre o fato.

A disputa em Areia de Baraúnas está muito acirrada e com isto, os ânimos estão frequentemente exaltados. Tem-se informação de que várias ameaças veladas já foram feitas, inclusive com disparos de arma de fogo em via pública na intenção de amedrontar adversários políticos.

Areia de Baraúnas tem 2.106 eleitores aptos a votar, o segundo menor colégio eleitoral da Paraíba atrás apenas de São João do Brejo do Cruz, com 2.032 eleitores, e é administrada há décadas, desde a sua fundação, pelo mesmo grupo político.

As eleições 2020 mostram que a disputa entre os dois candidatos está bastante acirrada e o clima na cidade é de tensão constante.

Envio de tropas federais

Apesar do clima eleitoral não ser dos melhores, o município não está na relação das cidades paraibanas que pediram o envio de tropas federais para garantir a segurança.

Na Paraíba, seis municípios, Alhandra, Pedras de Fogo, Fagundes, Brejo do Cruz, Queimadas e Monteiro estão com os pedidos ainda em apreciação. A requisição de força federal tem por objetivo garantir a segurança, votação e apuração das eleições.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) as solicitações de envio de tropas federais podem chegar ao TRE-PB até seis dias antes do pleito. A resolução 21.843/2004 é que trata do pedido de reforço de tropas federais.

Para a provação ou não do pedido de tropas federais, a tramitação é feita em um prazo rápido e conforme ordem de chegada no registro do sistema. A assessora da presidência, Andreia Gouveia, do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) explicou que o pedido é analisado por um relator e apreciado pela Corte, que entendendo ser necessária o reforço militar, envia o pedido o Superior Tribunal Eleitoral (TSE) para homologação e por fim a aprovação do envio de Tropas Federais.

O pedido de tropas federais é feito pelo juiz da Zona Eleitoral e tem como base a preocupação dos magistrados com a garantia da ordem e da lei.

Portal 40 Graus

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!