Início Saúde Vigilância Ambiental de Patos emite nota à população sobre produto usado na...

Vigilância Ambiental de Patos emite nota à população sobre produto usado na desinfecção

A Prefeitura de Patos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através do Setor de Vigilância Ambiental, informa aos pedestres, motoristas, motociclistas, ciclistas, comerciantes e demais pessoas residentes na cidade de Patos, que devido ao efeito eficaz de barreira sanitária no enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), é necessário dar continuidade ao processo de Desinfecção Urbano Ambiental nos locais públicos, avenidas e bairros.

Neste sentido, achamos prudente esclarecer melhor sobre o produto que está sendo utilizado neste trabalho de sanitização.

Trata-se do Bactericida BZL Quaternário de Amônia, que é diluído em água potável, da seguinte forma:

 – 1 ml de Bactericida BZL para cada 1 litro de água potável.

Segundo informações técnicas do fabricante, após aplicação, o quaternário de amônia BZL continua matando o vírus e bactérias no ambiente aplicado na média de 12 horas.

Informe importante:

Durante a aplicação do Bactericida BZL quaternário de amônia, a reação do produto reduz a oxigenação do ambiente, causando um leve incômodo nas vias respiratórias, como um pigarro na garganta.

Porém, esse efeito desaparece rapidamente se tomarmos os devidos cuidados, como:

– No caso de algum incômodo respiratório, a pessoa deve beber água e lavar com água corrente e detergente, o rosto e partes do corpo que possivelmente entraram em contato com o produto. Nesta situação, o detergente neutraliza a ação do cloreto de benzalcônio.

Outra recomendação importante é que, quando perceber a sinalização visual por giroflex amarelo do carro de apoio, que está devidamente sinalizado, bem como outros veículos de apoio da Superintendência de Trânsito (Sttrans) e Guarda Comunitária Municipal (GCM), ou mesmo ouvir a aproximação de ruídos por parte dos nebulizadores costais e do trator, saia do ambiente das calçadas para dentro da residência, do estabelecimento comercial, órgão público, ou para outro espaço reservado. Mas vale frisar que mesas e cadeiras devem permanecer no mesmo local. Caso o comércio esteja aberto, permaneça como está para que a desinfecção seja realizada nas portas.

Além dessas recomendações, a liberação do espaço público no momento da desinfecção é feita pelos agentes de trânsito, guardas municipais, e do supervisor responsável pela orientação e trajeto das equipes, e ainda pelos operadores de apoio.

Obs: Evite qualquer reação que possa causar constrangimento ou desacato ao profissional que está realizando o trabalho de Desinfecção Urbano Ambiental.

Art. 331 Código Penal – Desacatar Funcionário Público no exercício da função ou em razão dela – pena de detenção de seis meses a dois anos, ou multa.

Agradecemos a colaboração de todos. Com a Graça de Deus venceremos.

Att:

Elizângela Queiroz da Silva.

Matrícula = 9478

Coordenadora do Núcleo de Vigilância Ambiental

Enoques Antônio Pereira Oliveira.

Matrícula = 9480

Supervisor Geral da Vigilância Ambiental.

Responsável Técnico pela Desinfecção Urbano Ambiental.

Coordecom/Vigilância Ambiental

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!