Início Saúde Diretor do Hospital de Patos diz que macas ficam retida por causa...

Diretor do Hospital de Patos diz que macas ficam retida por causa da superlotação

Em entrevista concedida à imprensa patoense nesta quinta-feira, 19, o diretor geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, Francisco Guedes, prestou alguns esclarecimentos com relação a denúncia feita pelos condutores de ambulâncias de Patos.

Francisco Guedes explicou que em alguns momentos as macas ficam retidas, em sua maioria, para atender as demandas de Patos e dos demais municípios que o complexo hospitalar atende. E que este fato aconteceu neste final de semana, pois a demanda foi ao limite. “É preciso que a população entenda que a retenção das macas não tem relação com macas quebradas ou com a falta delas no hospital. O nosso grande problema é capacidade instalada no que está sempre no limite. Estamos em um território onde abraçamos mais de 80 municípios e em alguns dias ou momentos a nossa demanda é superior à nossa capacidade”, relatou.

O diretor geral ainda pediu a sensibilidade da população, da Secretaria Municipal de Saúde e do SAMU, pois quando acontece a retenção das macas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência é devido ao problema da capacidade no limite. “Estamos implantando um novo programa dentro do hospital, um treinamento que foi implantado no trauma de Campina Grande e de João Pessoa, que traz uma maior rotatividade maior nos leitos onde a nossa equipe clínica terá um trabalho diferenciado em evoluções durante o dia para que possamos girar mais rápido nossos leitos clínicos e consequentemente vagar mais leitos e evitar a superlotação”, comentou Francisco Guedes.

Política Para Quem Gosta

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!