Início Política JHC, do PSB, é eleito prefeito de Maceió

JHC, do PSB, é eleito prefeito de Maceió

JHC (PSB) é eleito prefeito de Maceió para os próximos 4 anos — Foto: Carolina Sanches/TV Gazeta

JHC, do PSB, foi eleito em 2º turno prefeito de Maceió neste domingo (29). Com 97,46% das urnas apuradas, o deputado federal tinha 216.799 votos, o que corresponde a 58,65% dos votos válidos, contra 152.823 de Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) – 41,35%.

O vice-prefeito eleito é Ronaldo Lessa (MDB), ex-prefeito de Maceió e ex-governador de Alagoas.

João Henrique Holanda Caldas, o JHC, tem 33 anos, é advogado, especialista em direito digital e compliance, mestrando em gestão pública e empreendedor.

Ele foi eleito em 2014 como o deputado federal mais votado de Alagoas. Nas eleições gerais de 2018, foi candidato à reeleição, sendo o deputado federal mais bem votado do Brasil, proporcionalmente. Tem um patrimônio declarado de R$ 1.973.391,98.

No 1º turno, a votação foi apertada. JHC teve apenas 1.181 votos a menos que Gaspar.

Campanha até a eleição

Durante a campanha eleitoral, JHC só ficou à frente do seu adversário nas pesquisas de intenção de voto após o 1º turno. A última pesquisa Ibope o mostrava com 57% dos votos válidos, enquanto Gaspar tinha 43%.

Embora tenha se posicionado a favor das medidas sanitárias para reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus, o candidato promoveu aglomerações durante caminhadas pelos bairros de Maceió. Em diversos momentos foi fotografado e filmado sem máscara de proteção.

Entre os candidatos que disputaram o 1º turno das eleições, nenhum declarou apoio a JHC. Josan Leite (Patriota) apoiou Alfredo Gaspar e todos os outros candidatos declararam que não apoiariam ninguém no 2º turno.

JHC não foi a todas as sabatinas e debates promovidos pela imprensa, muitas vezes alegando conflito de agenda. No último debate na TV antes do 2º turno, realizado pela TV Gazeta de Alagoas, o então candidato compareceu, apresentou propostas, mas também não poupou ataques ao seu adversário.

Propostas para Maceió

No seu plano de governo, JHC propõe a expansão do acesso à educação infantil em tempo integral; ampliação das creches municipais; elevação do número das matrículas na educação infantil; reduzir a atual taxa de distorção idade-série nas escolas municipais; reduzir a atual taxa de abandono nas escolas municipais; aumentar a atual nota do IDEB dos anos iniciais e finais do ensino fundamental; aprimorar as formas de monitoramento e do cumprimento das metas do Plano Municipal de Educação e adotar a política de alfabetização na idade certa.

Além disso, também está no seu plano de governo estabelecer processos e parâmetros para acompanhamento e avaliação das aprendizagens; investir nas unidades escolares com os maiores problemas de aprendizagem; criar um protocolo para retomada integral das aulas na rede municipal, observando políticas sanitárias que preservem alunos, famílias e todos os profissionais ligados à educação; melhorar e expandir o serviço municipal de transporte escolar; instituir o Programa de Valorização do Profissional de Educação, com bônus para resultados atingidos; e pagar os 60% dos Precatórios do FUNDEF devido aos professores.

Há também proposta para escolher os gestores municipais por meio de seleção pública; criar uma política de nutrição na rede escolar municipal; criar o Programa “Lugar de Família é na Escola”, tornando o espaço escolar uma área de convívio familiar em dias onde não se tenha aula; retomar o debate sobre a adesão ao programa de escola cívico-militar do Governo Federal.

Outras propostas de JHC são criar o programa “De volta à escola”, uma busca ativa em parceria com os conselheiros tutelares, de alunos que tenham abandonado ou estejam fora do sistema público de ensino, especialmente em decorrência da Pandemia; estruturar os Conselhos Tutelares, reconhecendo-os como ferramentas fundamentais às políticas voltadas à juventude, em especial a educação; fortalecer o EJA – Educação de Jovens e Adultos na rede municipal; e avaliar de forma transparente e cuidadosa, até outubro de 2021, prazo limite do concurso, a nomeação de integrantes da reserva técnica da educação.

G1 AL

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!