Início Saúde Em visita à Paraíba, Queiroga amplia em R$ 11 milhões convênios com...

Em visita à Paraíba, Queiroga amplia em R$ 11 milhões convênios com Prefeitura de João Pessoa e Hospital Universitário para estender assistência

Compartilhe!

Durante sua visita à Paraíba, a primeira como ministro da Saúde, o médico Marcelo Queiroga assinou um protocolo de intenções com a Prefeitura de João Pessoa e o Hospital Universitário Lauro Wanderley da UFPB para  ampliar a oferta de serviços de média e alta complexidade do Centro de Saúde.

Para isso, será assinado um termo aditivo ao contrato atual, que passaria de R$ 25 milhões ao ano para R$ 36 milhões, num incremento da ordem de R$ 11 milhões.  “O Ministério da Saúde não tem outro caminho, seguindo as determinações do nosso presidente da República, Jair Bolsonaro, a não ser apoiar”, declarou Marcelo Queiroga.

O pleito, conforme Queiroga, chegou ao Ministério da Saúde através do reitor Valdiney Gouveia (UFPB) e do superintendente do Hospital Universitário, Marcelo Tissiani, além do prefeito Cícero Lucena. No mês passado, Gouveia e Tissiani estiveram com o ministro em Brasília especialmente da repactuação.

Serviços – Dentre os serviços que devem ser ampliados ou criados no HULW, estão: aumento de exames de diagnósticos por imagem (mamografias, tomografias e ressonâncias magnéticas), realização de cirurgias cardíacas (adultas e pediátricas), cateterismo cardíaco e angioplastias coronárias (arteriais periféricas e cirurgias vasculares), além do aumento de internações clínicas e cirurgias e ampliação de procedimentos de planejamento familiar (laqueaduras e vasectomias).

Sobre a ampliação dos serviços, o superintendente do HULW, Marcelo Tissiani, lembrou que as ressonâncias magnéticas devem ser triplicadas e as tomografias, duplicadas. Além disso, a estimativa é que as mamografias passem de 200 para 1.000 por mês.

“Dentro desse pacote dos R$ 11 milhões, vamos iniciar também os serviços de cirurgias cardiológicas e iremos abrir o Serviço de Hemodiálise, que será 100% público. Inicialmente, com dez máquinas para, posteriormente, chegarmos a 20 máquinas”, ressaltou Tissiani.

Covid – Durante coletiva, o ministro Marcelo Queiroga voltou a defender o uso de máscara e as medidas básicas de profilaxia contra o coronavírus, como lavar as mãos e evitar aglomerações. E também se mostrou otimista no combate à covid-19: “Hoje nós temos uma esperança. Essa esperança decorre do avanço da ciência. A ciência é o que se produz nesta casa, Universidade Federal da Paraíba, um patrimônio de todos os brasileiros.”

Blog do Hélder Moura

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!