Início Policial Após maus-tratos, boi não resiste e morre. Dono ainda ateia fogo em...

Após maus-tratos, boi não resiste e morre. Dono ainda ateia fogo em animal dentro de curral irregular, em Patos. Vídeo

Há vários anos, os moradores do Bairro Vila Mariana, localizado às margens da BR-230, próximo ao Parque Religioso Cruz da Menina, em Patos, têm denunciado a existência de um curral irregular e que usa água de esgoto para regar capim na localidade.

O fato tem indignado os cidadãos que veem conivência das autoridades que deveriam fiscalizar e impedir a prática de invasão de área pública para fins privados, uso irregular de cerca, manuseio da água de esgoto para plantio de capim que tem infestado a comunidade com insetos.

A situação ficou ainda mais grave quando o trabalhador autônomo João Paulo Mota fez um vídeo mostrando que no curral existe a prática de maus-tratos aos animais. No vídeo, um boi está agonizando no chão amarrado com cabresto. O animal está visivelmente abatido e muito magro. João Paulo corta a corda, porém, o boi não tem forças para levantar. Outros animais são filmados em situação de penúria.

Nesta segunda-feira, dia 07, os moradores sentiram um forte fedor e logo após a fumaça tóxica invade o bairro. O responsável pelo curral é um homem conhecido por Jaime do Táxi e ele teria ateado fogo ao boi que morreu dias depois do vídeo feito.

No curral, os moradores já denunciaram maus-tratos a outros animais. Arlete Melquiades, servidora pública do Município de Patos e que reside no Bairro Vila Mariana, relatou que cães também foram expostos à fome e sede. “Nós moradores da Vila Mariana não aguentamos mais essa situação…usam água represada de esgoto e a fedentina é insuportável. Os animais passam fome e a gente não sabe porque nada é feito para impedir esse absurdo. A situação aqui está crítica…”, disse Arlete.

Vacas magérrimas e amarradas foram filmadas pelos moradores. A comunidade está pedindo o fim do curral irregular, abertura da via, fim da represa de esgotos e que a Prefeitura Municipal de Patos, através dos seus órgãos de fiscalização, bem como o Ministério Público Estadual (MPE), tomem medidas efetivas para devolver a área para seu espaço público e sem uso irregular.

O caso foi levado ao conhecimento da secretária de Meio Ambiente do Município de Patos, Manoella Rodrigues. A secretária disse que já recebeu a denúncia e as medidas cabíveis serão tomadas.

Veja vídeo:

Jozivan Antero – Polêmica Patos

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!