Início Locais IF do Sertão: após audiência pública, vereadores de Patos elaboram relatório e...

IF do Sertão: após audiência pública, vereadores de Patos elaboram relatório e planejam ir à Brasília

Compartilhe!

Conforme estava previsto, a Câmara Municipal de Patos realizou às 09h da manhã desta quarta-feira, dia 13, uma audiência pública com o objetivo de reunir forças em torno da instalação da reitoria do IF Sertão, conforme prevê projeto de reordenamento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – IFPB, já aprovado pela Comissão de Educação da Câmara Federal e que deverá ser levado ao plenário no próximo dia 15 para discussão e votação.

Além dos vereadores, participaram dos debates, o deputado federal Hugo Motta (Republicanos), de forma remota; representantes de câmaras e prefeituras de várias cidades da região metropolitana; o diretor do IFPB Campus Patos, Ronaldo Lima, além representantes dos docentes, discentes e servidores da instituição; a professora titular da UFCG Campus de Patos, Drª Ana Célia Rodrigues Athayde, que na ocasião representou o diretor do CSTR, Sérgio Ricardo; Carminha Nunes, presidente do SINFEMP – Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região; SINDACSE – Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias, representado pelo ex-vereador Paulo Lacerda; representantes de associações rurais e urbanas; AISP – Associação de Imprensa do Sertão Paraibano, representada pelo seu presidente jornalista Paulo Costa; comércio; indústria; igrejas católicas, representadas pelo padre João Saturnino, e representantes de vários outros seguimentos da sociedade organizada.

O vereador Zé Gonçalves (PT), idealizador da proposta do debate foi o primeiro a se pronunciar na tribuna, onde aproveitou para destacar a importância do tema provocado por um líder estudantil da instituição. “Parabenizo o jovem Pedro Jorge, esse grande articulador, que iniciou a discussão.”, lembrou Gonçalves. Na iminência da aprovação de criação do IF Sertão, o parlamentar destacou ainda a importância de se ater apenas ao tema da instalação da sede de sua reitoria. “Com uma população estimada em 110 mil habitantes, Patos está localizada no centro do Sertão e, portanto, numa posição privilegiada para sediar essa reitoria.”, argumentou o sindicalista/vereador, lembrando ainda que essa localização geográfica estratégica é, inclusive, observada no projeto elaborado pelo Ministério da Educação.

Na sequência falou o diretor do IFPB Campus Patos, Ronaldo Lima. Durante seu pronunciamento ele colocou seu posicionamento contrário ao reordenamento, a exemplo da grande maioria dos professores, servidores e estudantes. “No entanto, em se confirmando a aprovação do projeto, é claro que a nossa luta também será pela instalação da sede aqui no município de Patos, como aponta o MEC. ”, explicou.

Falando direto de Brasília, o deputado federal Hugo Mota participou remotamente da discussão através do Google Meet. O parlamentar iniciou seu pronunciamento enfocando a importância que a instituição terá para as próximas gerações da Região Metropolitana de Patos e todo o Sertão, no campo da pesquisa e da ciência e, também, na preparação da mão de obra qualificada. Ele defendeu o reordenamento, o consequente desmembramento da instituição e a instalação de sua sede na Morada do Sol. “Patos é, sem dúvidas nenhuma, a cidade de maior protagonismo no Sertão. É a cidade que está preparada para liderar esse movimento de fortalecimento técnica e superior e tenho certeza que que essa sede ficará aqui.”, asseverou o deputado, enaltecendo a iniciativa da câmara de promover o debate. “Estive pessoalmente com o ministro da Educação, ressaltei a importância do projeto e relatei minha preocupação com a possibilidade de sermos injustiçados com a transferência da sede de nosso município, a exemplo do que aconteceu com o Curso de Medicina.”, relatou o deputado.

Também fizeram uso da tribuna, o professor Gerônimo Nóbrega, diretor do IFPB Campus Santa Luzia; professor Laudson e Herculano Filho, do Campus Patos; vereadores Jamerson Ferreira, Willa da Farmácia, Sales Jr., Ítalo Gomes; a professora titular da UFCG Campus Patos, Drª Ana Célia Rodrigues Athayde, que na ocasião representou o diretor do CSTR, Sérgio Ricardo; o turismólogo Silvio Neto; o prefeito de Salgadinho, Marcos Alves; e o advogado Herbér Tiburtino.

Logo após os debates, a presidente da casa, vereadora Tide Eduardo, avaliou o evento positivamente. “Tivemos a presença de prefeitos, presidentes de câmaras, vereadores de várias cidades do Sertão, professores, alunos e servidores da instituição e, representantes da sociedade civil e todos comprometidos em fortalecer essa luta. Por tanto, não tenho dúvidas que o resultado de todo esse esforço será positivo.”, comemorou a presidente, informando ainda que será elaborado um relatório para ser entregue, provavelmente por uma comissão de vereadores, que viajará até o Distrito Federal. “Essa viagem a Brasília é uma proposta que estamos analisando.”, finalizou.

Assessoria

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!