Início Policial Família traz versão sobre informação de que teria atrapalhado atendimento do Samu...

Família traz versão sobre informação de que teria atrapalhado atendimento do Samu em Patos. Equipe sustenta. Ouça

Compartilhe!

Os familiares da senhora, Damiana de Andrade, 58 anos, residente na Rua Braz Morais, 82, Bairro São Sebastião em Patos, procuram a redação do Patosonline.com na noite desta sexta-feira, 26 de novembro, para trazerem a versão deles sobre um fato divulgado por alguns veículo de imprensa de nossa cidade, a respeito de um episódio envolvendo uma equipe do Samu de Patos e a família. Fato ocorrido nesta sexta-feira (26).

Segundo a versão divulgada, a enfermeira Silvana e o condutor Jurandi, foram agredidos e constrangidos durante atendimento a senhora Damiana e tiveram inclusive que acionar a Polícia Militar.

Na versão publicada, uma filha de Dona Damiana, identificada como “Paula”, teria ido até a base do Samu e xingado os funcionários ali presentes. Ao chegar em casa, Paula teria elevado a voz para a enfermeira e constrangido a equipe que estava em atendimento, foi aí que a polícia teria sido acionada, conforme a primeira versão da história.

OUTRO LADO DA HISTÓRIA

Em áudio enviado ao Patosonline.com, a senhora Patrícia de Andrade Oliveira, filha de Damiana e irmã de Paula, disse que ficou indignada com essa versão que foi divulgada, e alega que a mesma não condiz com a verdade. Ela afirmou que ao constatar que a mãe estava desacordada, a família ligou algumas vezes para o Samu. Passados alguns minutos sem que a equipe chegasse, Paula (apontada como autora das agressões), resolveu ir até a base, já que fica no mesmo bairro e próximo da residência da família, isso para saber o que estava acontecendo.

A partir daí, Patrícia Andrade faz um relato em áudio da versão da família do que teria acontecido, inclusive contando a versão completa da família sobre todo o ocorrido.

Ouça abaixo o relato:

O Patosonline.com ainda entrou em contato com a coordenadora do Samu de Patos, Elba Medeiros. Ela disse que na sexta-feira não foi trabalhar e nos repassou os contatos da médica e da enfermeira que atenderam a referida ocorrência.

Tanto a médica, Dra. Camila, quanto a enfermeira Silvana, concordaram com a primeira versão da história, inclusive afirmando que após ser solicitada, a ambulância levou poucos minutos para chegar até a residência de Dona Damiana.

Estão aqui todas as versões da história, a da família em áudio e as das profissionais, que mais uma vez frisamos que foi a primeira a ser divulgada.

Patosonline.com

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!