Início Cultura Usina Cultural Energisa divulga resultado do edital de ocupação de artes visuais...

Usina Cultural Energisa divulga resultado do edital de ocupação de artes visuais para temporada 2023-2024

Consolidando seu compromisso de apoiar e desenvolver a cultura paraibana, a Usina Cultural Energisa divulgou, na última sexta (09), o resultado dos trabalhos de seleção dos artistas que farão parte da programação de exposições, entre 2023 e 2024, da Galeria de Arte da Usina. As 57 propostas inscritas foram avaliadas por uma Comissão formada pelos artistas e curadores: Alena Sá, Flávio Tavares, Raul Córdula, Chico Pereira, além de representantes do Grupo Energisa, e selecionou os dez projetos que ocuparão o espaço nos próximos meses, sendo oito para mostras individuais – Flaw Mendes, Serge Huot, Margarete Aurélio, Lucas Alves, Allan Luna, Cris Peres, Thiago Costa e Sérgio Nascimento – e duas para exposição coletiva – Ricardo Peixoto e Carlos Nigro, Marilia Riul e Aurora Caballero. Além destes, a Comissão de Seleção decidiu pelo convite, considerados Hors-Concours, aos artistas: Sandoval Fagundes, Celene Sitônio, Petrônio Bendito e Unhandeija Lisboa (em memória), para realizar mostras individuais como homenagem e reconhecimento à trajetória artística dos mesmos.

O projeto Ocupação Usina de Artes Visuais é uma realização da Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo, via Lei Rouanet, com patrocínio da Energisa Paraíba. Segundo a coordenadora de Investimento Social da Energisa, Delania Cavalcante, “a Energisa, por meio da Usina Cultural, está dando sequência ao seu programa de exposições dedicado exclusivamente aos artistas paraibanos, fomentando e fortalecendo, com isso, o reconhecimento dos filhos da terra e suas produções contemporâneas.”. Delania destaca ainda que, em breve, será divulgado o calendário das exposições para 2023.

Além dos trabalhos selecionados, a comissão indicou, com base nos critérios definidos no edital de ocupação, os artistas: Luiz Barroso, Pedro Anísio, ARTHUr, Murilo Filho, Trexy, Hermano Cananéa, Karla Noronha e Conceição Myllena, nesta ordem, como suplentes. Segundo o coordenador do Edital, Dyógenes Chaves, “o nível dos trabalhos inscritos foi altíssimo. Os artistas que selecionados para a suplência apresentaram propostas excelentes e estão aptos a exporem seus trabalhos no caso de haver alguma desistência ou imprevisto.”

A avaliação levou em consideração critérios, tais como: conteúdo artístico-cultural, valor estético, discurso, justificativa, objetivos das propostas, além do interesse cultural que a obra desperta, o ineditismo no circuito local e o efeito multiplicador na comunidade. Foram avaliados também: viabilidade de realização, valorização da diversidade identitária e inclusiva (também propostas que tenham origem em periferias ou localidades do interior do Estado), o conceito e adequação ao contexto contemporâneo (inclusão, acessibilidade, conteúdo do reflexivo e poético, temas relacionados ao meio ambiente e sustentabilidade etc.)

Segundo a Comissão técnica do Edital, este ano superou outras edições, principalmente nos números referentes às inscrições, por exemplo: aumentou o número de mulheres inscritas e selecionadas, assim como o número de nascidos no Estado e os residentes em cidades do interior; por faixa etária, a maioria (42) está naqueles que tem entre 20 e 40 anos, o que significa uma edição com mais artistas considerados jovens.

Sobre o Projeto

O Projeto Ocupação Usina de Artes Visuais 2023-2024, aprovado pelo Ministério do Turismo, Secretaria Especial de Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), conta com o patrocínio da Energisa Paraíba e tem como objetivo selecionar e convidar artistas paraibanos/as (ou radicados/as no Estado da Paraíba) para integrar exposições individuais ou coletivas na galeria de arte da Usina Cultural Energisa, em João Pessoa, nos anos de 2022 e 2023.

Este tipo de Projeto de Ocupação tem sido um dos meios de manter uma programação permanente de exposições na galeria de arte da Usina, neste caso, selecionados a partir de Edital, como um estímulo à produção local e objetivando revelar, ao mesmo tempo, reflexões sobre a produção contemporânea, novas diretrizes para políticas públicas na área e apoio aos novos artistas visuais paraibanos.

Assessoria – Energisa

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!