Início Policial Bode é encontrado com boca costurada com linha de nylon em Minas...

Bode é encontrado com boca costurada com linha de nylon em Minas Gerais

Bode estava com a boca costurada e havia um cadeado preso na linha — Foto: reprodução

Um bode foi encontrado com a boca costurada com uma linha de nylon na zona rural de Porteirinha, no Norte de Minas Gerais. A Polícia Militar registrou um boletim de ocorrência e o caso será investigado pela Polícia Civil.

O bode foi achado no quintal de uma casa nesta segunda-feira (3). Segundo a Polícia Militar, o animal estava com a boca costurada e havia um cadeado trancado, pendurado na linha.

A moradora disse à polícia que saiu de casa para resolver algumas pendências e ao retornar, deparou com o bode no quintal. Ela percebeu que ele estava com algo na boca e pensou que estivesse comendo. Ao se aproximar, constatou que a boca estava costurada.

Com ajuda de vizinhos, a linha foi retirada e o animal ficou sob os cuidados de um morador. Por telefone, a presidente da ONG Proteção Animal de Porteirinha, que acompanha o caso, disse que o bode está bem, se alimentando e permanece na zona rural com o morador que se dispôs a cuidar dele. (Veja vídeo).

“Ele está se alimentando normal e ainda está amarrado porque fica assustado quando encontra gente. O sentimento agora é de alívio, é muito triste ver uma situação dessa. Não dá para imaginar o que passa na cabeça de uma pessoa para fazer uma coisa assim”, informou Fabrícia de Jesus Costa.

As fotos do animal com a boca costurada repercutiram nas redes sociais e causaram indignação. A produtora rural Marinalva Marcelina Aguiar mora na região e teve acesso às imagens através de uma amiga. Ela contou ao g1 que custou a acreditar que fosse verdade.

“Não acreditei na hora que vi, nunca imaginei ver uma coisa dessa e espero não ver nunca mais. o sentimento é de indignação, eu compartilhei as imagens e muita gente também comentou. Quem faz isso com um animal que não tem maldade e não prejudica ninguém, imagina o que pode fazer com um ser humano, um inimigo dele?”.

Investigação

A Polícia Militar recolheu a linha e o cadeado, e o material foi entregue na delegacia. Durante o registro da ocorrência, os policiais não conseguiram localizar o suspeito do crime.

A Polícia Civil informou ao g1 que já recebeu o boletim e vai instaurar uma diligência preliminar para identificar a autoria.

G1 MG

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!