Início Cultura Em Santa Luzia: Festival da Cultura Quilombola tem reisado, pontões e forró

Em Santa Luzia: Festival da Cultura Quilombola tem reisado, pontões e forró

Aarte dos negros brasileiros remanescentes de famílias de africanos escravizados, que fugiram e criaram áreas para viverem livres, estará representada no II Festival da Cultura Quilombola, que será realizado Quilombo da Serra do Talhado, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Patos, no dia 27 de novembro, das 8h às 18h.

Organizado e executado pelo Governo da Paraíba, através da Secretaria de Estado da Cultura, o Festival terá representações de 33 quilombos paraibanos, que existem entre as regiões do Cariri e Sertão. O primeiro Festival, realizado em 2019, reuniu quilombos do Litoral e Brejo, em Areia.

Calendário anual

Nos dois anos seguintes, o Festival não foi realizado devido às medidas sanitárias. O calendário de eventos culturais de povos originários e outras etnias faz parte da política pública do Governo da Paraíba para valorizar e afirmar essas culturas, divulgando artes, modo de vida, gastronomia e religiões desses povos.

O calendário anual formulado pela Secult-PB prevê, além dos quilombolas, festivais destinados às comunidades cigana e indígena. Os festivais culturais, com foco nesses dois povos, foram realizados neste ano de 2022, respectivamente nas cidades de Sousa e Marcação.

Nesta segunda edição, o evento conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Santa Luzia e da Secretaria de Estado da Mulher e Diversidade Humana. Para realização do Festival, a Prefeitura reformou escolas no quilombo, fez terraplanagem no entorno da área e melhorou o acesso à comunidade, que fica a 18 km do centro urbano de Santa Luzia.

Programação

Já no sábado (26), na Praça Alcindo Leite (Parque do Forró), centro de Santa Luzia, serão exibidos, em telão, os filmes ‘Aruanda’, de Linduarte Noronha, que conta a história do Quilombo do Talhado, e ‘Céu’ (que conta a história da louceira e líder comunitária Maria do Céu, filme contemplado com recursos da Lei Aldir Blanc). Também haverá apresentações de dança e música, no chamamento ao público para participar do Festival no domingo 27, na Serra do Talhado.

Pelo palco do pavilhão, montado no centro do Quilombo, passarão 30 atrações, entre forrozeiros, grupos de dança, pontões, reisado e outras expressões culturais mantidas pelas comunidades quilombolas.

Tendas vão expor artesanato quilombola, em destaque as louças produzidas pelas mulheres do Talhado. Também venderão comida e outros itens durante o Festival.

Orientação

Para chegar à Comunidade Quilombola Serra do Talhado, o percurso é de 18 km a partir da BR-230, na entrada vicinal à direita de quem sai de Santa Luzia.

Parte da estrada recebeu terraplanagem das empresas eólicas que atuam na região. Outra parte da estrada recebe obras da Prefeitura Municipal de Santa Luzia.

Placas indicativas serão colocadas ao longo do trajeto pela equipe da Secult-PB, que também coordenará a montagem da estrutura do evento no alto da serra.

SECOM-PB

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!