Início Política Bolsonarista que destruiu relógio de Dom João VI é levado para presídio...

Bolsonarista que destruiu relógio de Dom João VI é levado para presídio de Uberlândia

Filmado ao destruir relógio raro do século 17 no Palácio do Planalto é de Goiás, diz polícia — Foto: reprodução/TV Globo

O homem que destruiu um relógio do século 17 no Palácio do Planalto, durante os ataques terroristas de 8 de janeiro em Brasília, ingressou no sistema prisional de Minas Gerais nesta terça-feira (24). Após ser preso em Uberlândia no mesmo dia e ser ouvido na sede da Polícia Federal, Antônio Cláudio Alves Ferreira agora seguirá detido no Presídio de Uberlândia I, também conhecido como Colônia Penal Professor Jacy de Assis.

Antônio Cláudio foi detido no Bairro Saraiva, região que fica cerca de 3,5 quilômetros da sede da Polícia Federal em Uberlândia. Segundo a polícia, o bolsonarista não resistiu à prisão e foi ouvido durante horas. Após a audiência de custódia virtual ele foi levado para o presídio. Ele é investigado pelos crimes de:

  • abolição violenta do Estado Democrático de Direito
  • golpe de Estado
  • dano qualificado
  • associação criminosa
  • incitação ao crime
  • destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

Ao g1 a Polícia Federal informou que não serão mais divulgadas informações sobre o caso.

Antônio Cláudio Alves Ferreira é de Catalão (GO) e estava foragido desde o dia dos ataques. Uma câmera de segurança flagrou o carro do suspeito rodando pela cidade goiana 10 dias após os atos terroristas. O Ministério da Justiça também confirmou a identificação de Antônio Cláudio e informou que ele era considerado foragido após os atos terroristas.

Veja a matéria completa no G1 MG.

G1 MG

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Comente e compartilhe!