Início Policial Comandante diz que tese de crise política em agressão a Arimateia está...

Comandante diz que tese de crise política em agressão a Arimateia está quase descartada

Compartilhe!

O comandante de Policiamento Regional II, Coronel Campos, comentou em entrevista nesta segunda-feira (9), ao vivo no programa Tribuna Livre da TV Arapuan, que a principal tese que as autoridades estão trabalhando em relação à agressão do candidato a prefeito de Santa Terezinha, na Região Metropolitana de Patos, Arimateia Camboim (Republicanos) é a de que tratou-se de um assalto violento.

“Espancaram muito a vítima e estavam procurando valores. Chegaram a levar certa quantia, mas achavam que haveria uma quantia maior. O candidato sofreu muito, eram cinco pessoas à procura de dinheiro”, disse.

De acordo com o coronel, o foco principal é de que foi realmente um roubo e descarta, a princípio, envolvimento político. “Os detalhes que a própria vítima contou nos inclina a tese de roubo. Se aparecer alguma vertente que imprime a autoria ou cogitação desse delito por parte de alguém ligado a partido político será investigado, mas a tese principal é de roubo com muita violência. Certamente teremos novidades no decorrer das oitivas com as testemunhas”, explicou.

O crime aconteceu nesse domingo. Aproximadamente cinco homens chegaram à fazenda do candidato afirmando que eram da Polícia Federal. Em seguida, arrombaram a porta e entraram na residência. Dez pessoas que estavam no local foram amarradas pelos bandidos.

Conexão PB

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Deixe seu comentário!