Início Físico diz que Patos tem potencial favorável também para geração de energia...

Físico diz que Patos tem potencial favorável também para geração de energia eólica

Compartilhe!

De acordo com o físico Rodrigo Cézar Limeira, o município de Patos tem elevado potencial também para geração de energia eólica, e esse resultado foi obtido a partir do estudo intitulado: Avaliação do potencial eólico em cinco regiões do estado da Paraíba. No citado estudo os pesquisadores da UFCG: Francisco José Lopes de Lima, Enilson Palmeira Cavalcanti e Enio Pereira de Souza, traçaram um perfil do vento predomimente e potencial eólico de João Pessoa, Campina Grande, Monteiro, Patos e São Gonçalo (Sousa).

Os resultados obtidos mostraram que o vento predominante nesses municípios é de leste, com variações entre nordeste e sudeste. O estudo mostrou ainda que Campina Grande apresenta o maior potencial para geração de energia eólica, algo que deve-se também ao fato de se localizar em cima do Planalto da Borborema, a uma altitude de aproximadamente 540 m.

Depois de Campina aparecem os municípios de João Pessoa e Patos respectivamente com segundo e terceiro maior potencial para geração de energia eólica na pesquisa desenvolvida.

De acordo com o físico Rodrigo Cézar, o município de Patos é privilegiado na questão da geração de energias renováveis, pois além de possuir elevadíssimo potencial para a geração solar, tendo em vista que o trecho entre Patos e Sousa apresenta o maior potencial para geração de energia solar do Brasil, o município também apresenta um elevado potencial para geração eólica, e o mesmo lembra que sobre a região de Santa Lúzia, a leste de Patos, passa a maior jazida de ventos do mundo, sabendo disso, a concessionária de energias renováveis espanhola Hiberdrola, através de sua filial nacional Neoenergia está construindo 19 parques eólicos justamente entre os municípios de Paros e Santa Lúzia.

Portal Ciência em Foco

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!
Deixe seu comentário!