Início Locais Transporte Coletivo segue em ritmo experimental

Transporte Coletivo segue em ritmo experimental

O gerente de operações da empresa Transbraz, prestadora do serviço de transporte coletivo na cidade de Patos, concedeu entrevista nesta manhã de quinta-feira (17), para esclarecer alguns detalhes importantes sobre o período experimental que teve início no último dia 14 e segue até o dia 15 de dezembro.

Célio Ferreira destacou que atualmente funcionam 4 rotas distintas, interligando as zonas sul, norte, leste e oeste, ao terminal de integração, localizado na antiga rodoviária, no centro. O horário de circulação dos ônibus tem início às 06h00, com término às 22h00, exceto em algumas localidades, onde esse horário se estende para as 22h30, em virtude do fluxo de alunos com presença das universidades e faculdades.

Devido à reforma do terminal de integração, o local está funcionando apenas como ponto final, devendo o passageiro pagar outra tarifa caso deseje seguir para outro destino. Após o período experimental que segue até o dia 15 de dezembro, a integração já estará concluída e aceitando a troca gratuita entre os ônibus.

Célio lembrou que a empresa está realizando um estudo junto à população no sentido de melhorar as rotas que já estão funcionando.

“Observamos que existe a necessidade de adicionar mais trajetos a uma determinada rota, até como forma de encurtarmos o tempo de viagem, além de atendermos outras localidades”, ressaltou. 

Atualmente o tempo médio para que cada ônibus passe nos pontos determinados é de 30 minutos. Inclusive no horário de pico, a empresa disponibiliza um veículo extra que diminui esse tempo para 20 minutos. A linha do Conjunto Itatiunga será ajustada para que o tempo de 45 minutos seja reduzido.

Até o momento os pontos de ônibus estão sendo os postes demarcados com tinta azul. No entanto, a STTRANS está trabalhando para implantar as placas de sinalização e a delimitação de onde os ônibus devem realizar parada.

Após o período experimental e a implantação da passagem cheia no valor de R$ 2,70, estudantes, idosos e outros grupos prioritários terão mais facilidade mediante o cadastro que será feito para ter acesso à bilhetagem eletrônica.

Atualmente as pessoas idosas ou portadoras de alguma deficiência, devem apresentar no ato do embarque, a carteira de identidade ou de identificação nos casos de deficiência. O laudo médico também é aceito para assegurar o direito do usuário.

“Quanto a nossa integração estiver funcionando e tudo sinalizado adequadamente, iremos implantar a bilhetagem eletrônica por meio de cadastro em pontos que serão divulgados para conhecimento da população. Com a bilhetagem eletrônica teremos um maior controle dos grupos prioritários e ainda dos estudantes”, explicou Célio.

A questão da acessibilidade é um ponto importante para o serviço de transporte coletivo em qualquer cidade, e o gerente de operações da Transbraz garantiu que a frota composta por cinco ônibus e um microônibus, possui elevadores para cadeirantes e assentos demarcados para pessoas com prioridade.

CONFIRA AS QUATRO ROTAS EM FUNCIONAMENTO

 

Integração Centro-IFPB:

Centro

Santo Antônio

Monte Castelo

Jatobá

Mutirão

Alto da Tubiba

IFPB               

 

Integração Centro-Rodoshopping:

Centro

São Sebastião

Placas

Salgadinho

Radoshopping

Vitória

Vila Cavalcante

Juá Doce

Belo Horizonte

 

Integração Centro-Cruz da Menina:

Belo Horizonte

Noé Trajano

Novo Horizonte

Cruz da Menina

 

Integração Centro-Itatiunga:

Centro

Liberdade

Morro

Miguel Mota

Bivar Olinto

Geraldo Carvalho

Vila Teimosa

Geralda Medeiros

Conjunto Itatiunga

Assessoria

Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário!