Início Policial Avô acusado de estuprar neta é preso pela Polícia Civil de Malta

Avô acusado de estuprar neta é preso pela Polícia Civil de Malta

Foto: reprodução
Compartilhe!

A Polícia Civil da cidade de Malta com o apoio do Núcleo de Roubos e Furtos de Patos, sob o comando do Delegado Elcenho Engel Leite, cumpriu na manhã de hoje (22/01/2022) o Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 2ª Vara da Comarca de Patos, em desfavor de S.P.G., com 62 anos de idade, acusado de abusar sexualmente de sua neta T.R.F.G, uma criança com (09) anos de idade, fato ocorrido no mês de outubro de 2021, na cidade de Malta/PB.

A vítima relatou com riqueza de detalhes os fatos ocorridos sobre os abusos sexuais que o suspeito há um ano tem praticado. Depreende-se dos autos que, no ano de 2020, a vítima e os genitores residiram na mesma casa com o investigado no Município de São Domingos, e que o avô acariciava suas partes íntimas, bem como, se despia e despia a neta e passava a se esfregar na criança.

De acordo com o relato, tais atos eram praticados diariamente, seja quando o abusador ficava sozinho com a vítima, seja quando os pais da criança estavam em casa, mas já estavam dormindo. A criança não relatava o ocorrido aos familiares, pois o avô dizia que deveria ficar calada.

No dia 01 de outubro de 2021, a vítima estava na casa de uma tia na cidade de Malta/PB, quando o avô chegou ao local e, mais uma vez, acariciou as partes íntimas da neta. Nessa ocasião, a ofendida resolveu relatar os fatos para a irmã, que por sua vez, relatou para a tia e para a avó. Diante do ocorrido, a tia e a avó da criança a levaram até o conselho tutelar para comunicar o fato, tendo os conselheiros conduzido a vítima até a delegacia de polícia para as providências cabíveis.

O Delegado Elcenho Leite disse que a vítima foi submetida a Exame Sexológico, que atesta que a criança foi vítima de abuso sexual, visto que foram identificadas lesões himenais sugestivas de rotura incompleta. Ademais, convém ressaltar que, como se não bastasse a gravidade, crueldade e frieza dos fatos criminosos praticados, o investigado, conforme descrito nos depoimentos, tem praticado a conduta reiteradamente. Diante dos graves fatos, e concluído o Inquérito Policial, foi pedido a Prisão Preventiva do acusado, que foi prontamente atendido pelo Poder Judiciário.

O acusado foi preso e ouvido perante o Delegado Elcenho Leite, e após os procedimentos de praxe, o mesmo foi encaminhado para a Cadeia Pública de Malta.

Jozivan Antero – Polêmica Patos

Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!