Início Locais Diretora do Hospital de Patos explica falta de soro antiofídico e esclarece...

Diretora do Hospital de Patos explica falta de soro antiofídico e esclarece sobre cronograma de cirurgias. Escute

Compartilhe!

A diretora do Hospital Regional de Patos, Liliane Sena, concedeu entrevista nesta terça-feira (14), e na oportunidade repassou informações referentes à falta de soro antiofídico e sobre a demora na realização de cirurgias, que segundo alguns pacientes, estão demorando mais do que o previsto.

Sena esclareceu que devido ao controle do Ministério da Saúde, a produção e a quantidade emitida desse tipo de soro para os estados de todo o país, está sendo limitada.  Segundo informou, na Paraíba apenas os hospitais de João Pessoa e Campina Grande estão tendo o soro antiofídico, ficando a cidade de Patos e todo o sertão referenciado por Campina Grande.

“Realmente o hospital neste momento não dispõe do soro, e enquanto houver essa situação de contingência por parte do Ministério da Saúde, vai continuar sem ter”, afirmou.

Sobre o caso de um adolescente de quinze anos que estaria há cerca de oito dias aguardando uma cirurgia devido a um acidente automobilístico, a diretora daquela unidade de saúde disse que, coincidentemente, ele foi cirurgiado ainda ontem, mediante o cumprimento de um cronograma para esse tipo de cirurgia.

Sobre o critério utilizado para as cirurgias, Sena disse que os pacientes mais antigos tem a prioridade, e que conforme outros vão chegando, imediatamente entram na lista de espera.

Veja a nota de esclarecimento:

Segue esclarecimento a respeito de notícias veiculadas no site sobre o Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro – HRDJC

O soro antiofídico é adquirido e distribuído aos estados pelo Ministério da Saúde. Devido a um desabastecimento nacional deste soro, os estados elaboraram planos de controle para a distribuição e uso deste insumo. Desta forma, para a região do sertão paraibano, a referência é o Hospital de Trauma de Campina Grande. Desta forma, a denúncia sobre a suposta falta deste insumo no HRDJC não procede pois o mesmo não está faltando no hospital, mas sim tem como referência outra unidade hospitalar no estado. 
   
Em relação a reclamação da senhora Adriana sobre seu filho de 15 anos estar aguardando cirurgia há 8 dias no HRDJC, informo que a cirurgia foi realizada ontem dia 13/03/17. Importante esclarecer que o procedimento foi realizado ontem pois já estava na lista dos pacientes que seriam operados no dia e não devido a veiculação do fato na imprensa. O hospital segue critérios rigorosos para estabelecer quais pacientes serão submetidos às cirurgias diariamente. Estamos sempre monitorando esta lista para que estes critérios sejam obedecidos. 
 
Informamos a população que a direção e toda equipe de coordenadores estão disponíveis diariamente no hospital para atender e resolver as demandas dos usuários. Também estamos à disposição da imprensa para prestar os esclarecimentos que se façam necessários. 
Agradecemos a redação do site pela abertura do espaço. 
Atenciosamente,
Liliane Sena
Diretora geral
Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro
Escute a entrevista com a diretora
:
Notícia do patosonline.com
Deixe seu comentário
Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe!